Cautela pré-Fomc pesa sobre Bolsas no globo

Em dia de vencimento de opções, NY fechou em baixa, com o retorno das incertezas sobre o ritmo de retomada econômica.

Após operar boa parte do dia no positivo, as Bolsas europeias perderam força no fim da sessão, após as declarações de membros do Banco Central Europeu, declarando que a inflação pode superar as projeções oficiais, o que elevou a cautela com a redução de estímulos na região.

Em dia de vencimento de opções, as Bolsas de Nova Iorque fecharam em baixa, com o retorno das incertezas sobre o ritmo de retomada econômica, após a decepção com o índice de confiança do consumidor e a alta nas taxas de juros pesando sobre o setor de tecnologia.

No Brasil, a semana passada terminou com a quarta queda do Ibovespa. O cenário externo desafiador e o derretimento do minério de ferro encontraram um cenário local adverso, em meio às repercussões da elevação do IOF sobre o setor financeiro e as incertezas da PEC dos Precatórios, com o Ibovespa voltando a níveis de março.

Hoje, em sessão apagada, com feriados na China, Coréia do Sul e Japão, as Bolsas asiáticas na região fecharam em forte queda, com o Hang Seng caindo -3,0%, em meio à cautela com a situação da Evergrande. A queda nas mineradoras derrubou a Bolsa na Austrália.

O minério de ferro não foi negociado na Bolsa de Dalian, na China. O contrato negociado em Singapura teve queda de -12%, negociado em US$ 95 na madrugada de hoje.

As Bolsas europeias sentem os temores internacionais, operando em fortes quedas, com os setores bancário e de materiais básicos liderando as perdas. A agenda não tem publicações relevantes.

As Bolsas americanas operam em queda, com os investidores se preparando para a reunião do Fed na quarta-feira (22), que deve oferecer indicações sobre o processo de retirada de estímulos. Na agenda do dia, sem dados relevantes.

No Brasil, fim de semana tranquilo no noticiário político, o que reduz os efeitos dos ventos externos, mas o clima de correção deve continuar, não só pelo efeito dos preços do minério de ferro e pela continuidade das incertezas fiscais, mas também pela cautela com as reuniões do Fomc e do Copom na quarta-feira.

Na agenda econômica, foi divulgado o Boletim Focus referente à última sexta-feira. Os destaques foram: revisão das projeções de IPCA de 8,00% para 8,35% (2021) e de 4,03% para 4,10% (2022), das projeções de PIB estáveis para 5,04% (2021) e de 1,72% para 1,63% (2022). Por fim, as projeções de taxa Selic também foram atualizadas: de 8,00% para 8,25% (2021) e de 8,00% para 8,50% (2022).

O BC ofertará 15 mil contratos (US$ 750 milhões), na rolagem dos contratos de dezembro, no leilão de swap cambial tradicional, das 11h30 às 11h40. Serão oferecidos contratos para 1º de fevereiro de 2022 e 1º de julho de 2022.

.

Nicolas Borsoi

Economista da Nova Futura Investimentos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Ciência: entidades pedem liberação de recursos

Organizações questionam redirecionamento para outras áreas de R$ 515 milhões, que eram do CNPq.

Leilão de Excedentes da Cessão Onerosa terá sucesso?

Após a realização da 17ª Rodada de Licitações de Blocos para exploração e produção de petróleo e gás natural no último dia 7, considerado...

Servidor pode ter recomposição de 23% do salário

“Essa medida representa um impacto de receita anual estimado em R$ 6 bilhões", diz Luiz Paulo.

Últimas Notícias

Crédito consignado: aumenta número de reclamações de cobrança indevida

O crédito consignado não solicitado por clientes está no topo das reclamações de consumidores. Em relação aos registros, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon),...

Geração de energia solar traz R$ 35,6 bi de investimentos ao país

Potência nos telhados e terrenos com sistemas fotovoltaicos equivale a metade da capacidade de Itaipu.

Direito de controle sobre funcionários que trabalham de casa

Por Leonardo Jubilut.

Rio Indústria apoia lei que desburocratiza e facilita novos negócios

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal do Rio, sobre o Projeto de Lei Complementar nº 43/2021 que regulamenta a Declaração...