Cessar-fogo em Gaza começará nesta quinta de manhã

Antes do cessar-fogo em Gaza, Israel continua ataques e prisões em hospital na Faixa e na Cisjordânia

34
prédios destruídos em gaza após ataque aéreo israelense; causa palestina
Prédios destruídos em Gaza após ataque aéreo israelense (foto de Rizek Abdeljawad, Xinhua)

Moussa Abu Marzouk, um alto funcionário do Hamas, disse à rede de comunicação Al Jazeera que o cessar-fogo em Gaza começará nesta quinta-feira às 10h, horário local (5h no Brasil).

Uma fonte palestina, que pediu para permanecer anônima, confirmou à agência de notícias Xinhua que “a notícia é verdadeira”. Abu Marzouk disse que a maioria dos 50 prisioneiros a serem libertados durante o cessar-fogo em Gaza são estrangeiros.

Enquanto a trégua não começa, o drama dos palestinos continua. O hospital al-Shifa, em Gaza, começou nesta quarta-feira a evacuar dezenas de pacientes e feridos para o sul da Faixa, informou a Sociedade do Crescente Vermelho Palestino (PRCS) em um comunicado.

O PRCS disse que 14 ambulâncias chegaram ao hospital para evacuar os pacientes, que serão transferidos para o Hospital Abu Yousef Al-Najjar, em Rafah, enquanto os feridos serão levados para o Hospital Europeu em Khan Yunis, ambos na faixa sul, segundo o comunicado.

Espaço Publicitáriocnseg

O exército israelense continuou a sua operação no complexo de al-Shifa, prendendo 259 feridos e pacientes, juntamente com pelo menos 19 funcionários médicos, disse o Ministério da Saúde administrado pelo Hamas, acrescentando que o hospital enfrenta grave escassez de água, eletricidade e suprimentos médicos. O Hospital al-Shifa já não está operacional e não recebe novos pacientes, segundo o Ministério da Saúde.

Sete palestinos foram mortos nesta quarta-feira em ataques israelenses no norte da Cisjordânia, informou o Ministério da Saúde palestino. Seis das vítimas eram do campo de refugiados de Tulkarm e uma perto da cidade de Qalqilya, disse o Ministério.

Fontes palestinas indicaram que as forças israelenses lançaram um ataque de drones contra o campo de Tulkarm esta manhã. As forças invadiram o campo com dezenas de veículos militares e uma escavadeira blindada para demolir infraestruturas e propriedades no campo, disseram as fontes.

Os ataques de hoje elevaram para 225 o número total de palestinos mortos na Cisjordânia desde 7 de outubro, quando eclodiu o atual conflito entre o Hamas e Israel, segundo o Ministério da Saúde.

Com Agência Xinhua

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui