Chats de Inteligência Artificial: conveniência, limitações e precauções para uma utilização segura

147
chat de inteligencia artificial Google Bard

Os avanços na inteligência artificial trouxeram inovações e facilidades significativas para o nosso cotidiano. Entre elas, destacam-se os chats de inteligência artificial, uma maneira rápida e eficiente de obter informações e respostas para diversas perguntas. Entre os mais populares, estão o ChatGPT e o BARD do Google, que permitem aos usuários interagir com um assistente virtual.

Um exemplo concreto disso é a resposta equivocada do BARD quando questionado sobre a primeira multa aplicada pela ANPD. Ele afirmou que, em 2020, a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) impôs uma multa de 50 milhões de reais ao Facebook por violação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), devido à coleta e armazenamento de dados pessoais de usuários sem o devido consentimento.

Contudo, essas informações estão incorretas. Na verdade, a primeira multa aplicada pela Autoridade de Proteção de Dados brasileira ocorreu somente em 6 de julho de 2023, no valor de R$ 14.400,00, e foi direcionada à empresa de telemarketing Telekall Infoservice.

Essa discrepância ilustra claramente os riscos de confiar plenamente nas informações fornecidas pelos chats de inteligência artificial, mesmo quando aparentam ser precisas. Embora projetados para serem úteis e precisos, esses sistemas podem cometer erros e fornecer respostas incorretas ou desatualizadas.

Espaço Publicitáriocnseg

Para garantir a segurança e a precisão ao utilizar chats de inteligência artificial, listamos algumas precauções que podem ser adotadas:

  • Verificação das informações: Sempre que receber informações importantes de um chat de inteligência artificial, é altamente recomendável verificar em fontes confiáveis para garantir sua exatidão.
  • Consciência das limitações: Tenha em mente que os chats de inteligência artificial possuem limitações e podem não ter acesso a todas as informações disponíveis na internet ou em bases de dados específicas.
  • Consideração da fonte: Alguns assistentes de inteligência artificial são desenvolvidos por empresas específicas e podem apresentar vieses em suas respostas. Portanto, é prudente considerar a fonte antes de confiar cegamente nas informações fornecidas.
  • Privacidade e segurança: Ao interagir com chats de inteligência artificial, é crucial estar atento à privacidade dos dados compartilhados. Evite fornecer informações pessoais sensíveis que possam comprometer a sua segurança e confidencialidade.

Em suma, os chats de inteligência artificial são ferramentas úteis que facilitam o nosso dia a dia. Entretanto, é essencial utilizá-los com discernimento, ciente de suas limitações e dos possíveis riscos. Com o devido cuidado, podemos aproveitar ao máximo essa tecnologia sem comprometer nossa segurança e privacidade.

Antonielle de Freitas é Membro da Comissão Especial de Privacidade e Proteção de Dados da OAB/SP, DPO e Head da Área de Proteção de Dados do Viseu Advogados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui