China abrirá mais seu o mercado de capitais

Desde 2018, mais empresas estrangeiras de gestão de ativos começaram a se expandir.

Mercado Financeiro / 23:24 - 3 de ago de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Comissão Reguladora de Valores da China (CRVC) anunciou que o país abrirá mais seu mercado de capitais e simplificará os canais para investidores estrangeiros.

Em março deste ano, passou a vigorar na China a nova Lei de Valores Mobiliários e Mercado de Capitais em substituição à lei de 1998 – e as três emendas e duas revisões pelas quais passou nos últimos vinte anos.

Desde 2018, mais empresas estrangeiras de gestão de ativos começaram a se expandir para a China, onde o mercado de capitais oferece mais oportunidades de investimento.

A China continuará a abrir mercados, indústrias e produtos para investidores estrangeiros, intensificando ao mesmo tempo a supervisão para evitar riscos, revelou o mais alto órgão regulador de valores do país em um comunicado. Segundo o documento, a entidade fortalecerá a cooperação com outros países na supervisão do mercado de capitais e implementará medidas de reforma.

Prometendo reduzir regulamentações desnecessárias para que as forças do mercado desempenhem um papel mais importante no mercado de capitais, a comissão declarou “tolerância zero” a atividades ilegais como informações privilegiadas e fraudes financeiras.

Conforme a agência Xinhua, a CRVC continuará melhorando os mecanismos para aumentar a qualidade das empresas cotadas, para que o mercado de capitais possa desempenhar seu papel no apoio ao desenvolvimento econômico.

 

 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor