China apresenta 4 pontos para cadeias de fornecimento globais

Primeiro-ministro chinês apresentou quatro propostas para cadeias globais de abastecimento

48
Li Qiang
Li Qiang (foto de Ding Lin, Xinhua)

O primeiro-ministro chinês, Li Qiang, apelou a uma maior cooperação global nas cadeias de fornecimento globais industriais e de abastecimento. Li fez as observações ao discursar na cerimônia de abertura da primeira Expo Internacional da Cadeia de Abastecimento da China (CISCE) e do Fórum de Inovação e Desenvolvimento da Cadeia de Abastecimento Global, nesta terça-feira.

A exposição está sendo realizada para criar uma plataforma internacional para todas as partes fortalecerem a comunicação, aprofundarem a cooperação e buscarem o desenvolvimento comum, disse Li.

“A China está disposta a trabalhar com todas as partes para tornar as cadeias industriais e de fornecimento globais mais resilientes, eficientes e dinâmicas, e fazer maiores contribuições para promover a recuperação econômica global, o desenvolvimento e a prosperidade”, disse ele.

Li apresentou quatro propostas para aprofundar a cooperação internacional nas cadeias industriais e de abastecimento:

Espaço Publicitáriocnseg
  • Em primeiro lugar, apelou à construção de cadeias industriais e de abastecimento seguras e estáveis, ao reforço da coordenação de recursos das principais cadeias industriais à escala global e ao evitar interferir à vontade nos comportamentos do mercado.
  • Em segundo lugar, defendeu a construção de cadeias industriais e de abastecimento harmoniosas e eficientes, reforçando a conectividade global e tornando a circulação dos factores de produção mais conveniente e eficaz.
  • Terceiro, ele propôs a construção de cadeias industriais e de abastecimento abertas e inclusivas, destacando uma posição clara contra o protecionismo.
  • Em quarto lugar, apelou à construção de cadeias industriais e de abastecimento que sejam recíprocas e vantajosas para todos. É necessário promover a construção de um sistema global de cadeias industriais e de abastecimento com ampla participação, vantagens complementares e dividendos partilhados, disse Li.

A China promoverá ativamente a cooperação industrial e de capacidade de produção com outros países e ajudará os países em desenvolvimento a participarem mais profundamente nas cadeias de valor globais, observou Li.

“Espera-se que os empresários de todo o mundo desempenhem um papel ativo na promoção do funcionamento estável das cadeias industriais e de abastecimento globais”, disse Li, acrescentando que a China proporcionará mais conveniência e melhores garantias para as empresas investirem no país.

Agência Xinhua

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui