China e EUA aceleram crescimento no 3º trimestre para 1,3%

Economia dos países do G20 perde dinamismo; crescimento do Brasil caiu de 1% para 0,1% no 3º trimestre

45
varejo na china
Cidadã faz compras em um supermercado em Zhuozhou, Província de Hebei, norte da China, em 10 de agosto de 2023. (Xinhua/Zhu Xudong)

O crescimento econômico da China aumentou para 1,3% no 3º trimestre de 2023, em comparação com 0,5% no trimestre anterior, informou a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) nesta quinta-feira. Os mesmos percentuais foram alcançados pelos Estados Unidos.

De acordo com as estimativas provisórias da OCDE, a China, os Estados Unidos e o México foram os únicos três países do G20 a acelerar o ritmo de crescimento no 3º trimestre. A alta da economia desacelerou no Brasil de 1% para 0,1%.

O crescimento de Itália recuperou para 0,1% no terceiro trimestre, após uma contração de 0,4% no segundo trimestre. Enquanto isso, o crescimento na Coreia do Sul permaneceu estável em 0,6%, informou a OCDE.

A organização afirmou que o crescimento enfraqueceu nos restantes países do G20, em particular na Arábia Saudita e na Turquia, devido a uma forte diminuição das atividades petrolíferas e à diminuição do consumo privado.

Espaço Publicitáriocnseg

Depois de ter aumentado no trimestre anterior, o PIB contraiu-se 0,7% no Japão, 0,3% no Canadá, 0,2% na África do Sul e 0,1% na Alemanha e na França, acrescentou a OCDE.

O PIB no G20 como um todo cresceu 2,9% no 3º trimestre, abaixo dos 3,6% do trimestre anterior. Os países do G20 representam cerca de 85% do PIB global, mais de 75% do comércio e cerca de dois terços da população mundial.

Rússia prevê crescimento e bate recorde em reservas de ouro

O presidente russo, Vladimir Putin, disse nesta quinta-feira que o Produto Interno Bruto (PIB) da Rússia deverá aumentar 3,5% até o final de 2023. Ele fez as observações durante a sessão de perguntas e respostas de sua coletiva de imprensa anual.

“O principal indicador da recuperação econômica, o crescimento do PIB deverá ser de 3,5%”, disse ele, observando uma recuperação da economia do país.

O valor das reservas de ouro da Rússia ultrapassou US$ 150 bilhões pela primeira vez na história contemporânea, devido ao aumento dos preços do ouro, informou a agência de notícias RIA Novosti.

O valor dos investimentos em ouro da Rússia em novembro aumentou 2,2%, atingindo US$ 151,9 bilhões, de acordo com a análise da RIA Novosti sobre os dados do Banco Central. O recorde anterior foi de US$ 148,7 bilhões registado em outubro.

Em termos físicos, as reservas de ouro da Rússia diminuíram cerca de 16 toneladas, para 2.315 toneladas em novembro. Segundo o BC, as reservas internacionais da Rússia aumentaram quase 3%, para US$ 592,4 bilhões em novembro, o nível mais elevado desde abril deste ano.

Com Agência Xinhua

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui