China e UE ampliam perspectivas de cooperação futura

Líderes chineses e da UE anunciaram a assinatura oficial de um acordo sobre indicações geográficas (GI, em inglês).

Mercado Financeiro / 00:41 - 17 de set de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A China e a União Europeia (UE) celebram este ano o 45º aniversário de seus laços diplomáticos. As duas potências mundiais têm demonstrando interesse em ampliar as perspectivas de cooperação futura.

Durante uma reunião de vídeo nesta semana, líderes chineses e da UE anunciaram a assinatura oficial de um acordo sobre indicações geográficas (GI, em inglês), comprometendo-se a acelerar as negociações do tratado de investimento para concluir as negociações dentro deste ano, e decidiram fortalecer a cooperação ambiental e digital. A reunião injetou confiança na relação bilateral e abriu novas áreas para colaboração, segundo especialistas.

O acordo sobre o GI entre a China e a UE é o primeiro acordo bilateral abrangente e de alto nível do país asiático sobre os GIs e o primeiro grande acordo comercial entre a China e a UE nos últimos anos, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores da China.

O acordo facilita a entrada de produtos chineses no mercado da UE e vice-versa, disse Cui Hongjian, pesquisador sênior do Instituto de Estudos Internacionais da China. É um exemplo para outras economias do mundo cooperarem nesse campo, acrescentou Cui.

Ele disse que a China e a UE devem adotar uma abordagem prática para resolver as diferenças durante as negociações, uma vez que os dois lados estão em diferentes estágios de desenvolvimento econômico.

Conforme a agência Xinhua, se concluído neste ano, o tratado enviará uma mensagem positiva sobre a China e a UE trabalhando juntas durante os tempos difíceis e dará um forte impulso à confiança dos negócios de ambos os lados, disse o embaixador Zhang Ming, chefe da Missão Chinesa na UE.

Em 2019, a economia digital do país atingiu 35,8 trilhões de iuanes (US$ 5,25 trilhões), representando 36,2% do PIB, segundo dados do Ministério de Indústria e Informatização.

O comércio digital da China totalizou US$ 203,6 bilhões no ano passado, representando 26% do comércio total de serviços do país. “O Diálogo de Alto Nível de Cooperação Digital China-UE abriu oficialmente a cooperação na área, que é um importante ponto de crescimento para a economia futura”, observou Cui.

 

 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor