China exporta 20.000 balões meteorológicos para África

Um total de 20.000 balões meteorológicos produzidos por uma empresa chinesa foram distribuídos para 16 países africanos, para observações meteorológicas de grande altitude.

Um enxame de gafanhotos do deserto invade partes da cidade de Mwingi, no município de Kitui, Quênia, 20 de fevereiro de 2020. (Xinhua/Zhang Yu)

Xinhua - Silk Road

Changsha, 17 fev (Xinhua) — Um total de 20.000 balões meteorológicos produzidos por uma empresa chinesa foram distribuídos para 16 países africanos, para observações meteorológicas de grande altitude.

A altitude operacional do produto é 20% a mais comparado aos balões meteorológicos utilizados atualmente pelos países incluindo Benim e Maurício, informou Zhuzhou Rubber Research & Design Institute Co., Ltd. da ChemChina, a produtora.

Altitudes maiores implicam dados mais precisos sobre a velocidade do vento, temperatura e umidade pelo monitoramento do balão, ajudando os países a aprimorarem as suas capacidades de prevenção e enfrentamento dos desastres meteorológicos, disse a empresa.

Os balões da empresa são utilizados em 75% das observações meteorológicos de grande altitude da China. O produto também foi reconhecido pelo departamento de aquisições da Organização Meteorológica Mundial, como também instituições estrangeiras de pesquisas meteorológicas, universidades e departamentos governamentais.

A empresa exporta mais de 130.000 balões todo ano para mais de 40 países e regiões, incluindo Malásia, Indonésia, Mongólia, Índia e Turquia. Fim

Leia também:

China promoverá consumo verde em áreas-chave

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Banco central da China injeta liquidez via recompra reversa

O Banco Central da China injetou na sexta-feira 10 bilhões de yuans (cerca de 1,48 bilhões de dólares) de recompra reversa, visando manter a liquidez do sistema bancário.

Representante chinês pede coordenação e estabilidade sobre alimentação

Um representante chinês pediu na quinta-feira para que a comunidade internacional trabalhe em conjunto, no objetivo de estabilizar o mercado global de alimentos, garantir suprimentos diversos de alimentos e facilitar globalmente o comércio agrícola.

Envios de celulares na China alcançam 69,35 milhões de unidades no Q1

As remessas de telefones celulares da China tiveram uma queda anual de 29,2%, chegando cerca de 69,35 milhões de unidades no primeiro trimestre deste ano, de acordo com um relatório da Academia Chinesa de Tecnologia da Informação e Comunicações (CAICT, sigla em inglês).

Últimas Notícias

Alta do preço do aço puxa queda no setor de construção

Redução da Tarifa de Importação do Vergalhão do Aço causou discussão no setor.

Três perguntas: NFTs de coleção

Por Jorge Priori.

Por que mexer no ICMS e manter dividendos elevados?

Acionistas ganham em dividendos tanto quanto toda a população perderia com corte no imposto.

Rio, petróleo e prosperidade

Por Ranulfo Vidigal.