China fortalece apoio aos DPI em novos campos e formas de negócios

A China injetará mais esforços no setor de direitos de propriedade intelectual (DPI) para melhor atender ao crescimento de novos campos e novas formas de negócios.

Um visitante assiste a um vídeo promocional na Exposição Internacional da Indústria de Big Data da China 2021 em Guiyang, Província de Guizhou, no sudoeste da China, em 26 de maio de 2021.(Xinhua/Ou Dongqu)

Xinhua - Silk Road

Beijing, 2 nov (Xinhua) — A China injetará mais esforços no setor de direitos de propriedade intelectual (DPI) para melhor atender ao crescimento de novos campos e novas formas de negócios durante o período do 14º Plano Quinquenal (2021-2025), disseram as autoridades de DPI.

De acordo com o plano, a Administração Nacional de Propriedade Intelectual (ANPI) realizará estudos e práticas aprofundadas sobre a internet, big data, inteligência artificial (IA) e outras novas áreas e novas formas de negócios.

A China fará diversos esforços no exame de patentes, proteção de DPI de dados, proteção de DPI relacionada à internet e cooperação internacional de DPI no período do 14º Plano Quinquenal.

A ANPI aproveitará plenamente a função de promoção bidirecional do exame de patentes na promoção da inovação e aplicação. Ela melhorará as regras de exame nos campos emergentes para impulsionar avanços nas principais tecnologias e sua aplicação industrial.

Promoverá a implementação do projeto de proteção de DPI de dados, avançará na pesquisa legislativa e estabelecerá regras no setor, visando proteger efetivamente e usar dados para garantir privacidade pessoal e segurança nacional.

As autoridades chinesas de DPI também fortalecerão a proteção de DPI no campo da internet e facilitarão o desenvolvimento integrado online e offline do setor para enfrentar os novos desafios da era da informação.

De acordo com a ANPI, a China também promoverá a cooperação internacional de DPI em novos campos e novas formas de negócios, bem como a formulação de regras internacionais em big data, IA e outros novos campos emergentes.

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Brilhante comércio de cerejas entre a China e o Chile

Um total de 356.000 toneladas de cerejas foram exportadas do Chile durante a temporada 2021-2022, com 88% do total indo para a China, de acordo com a iQonsulting, uma empresa de consultoria, com sede em Santiago, capital do Chile.

Empresa chinesa construirá parque de ciências agrícolas em Paracatu

A Prefeitura de Paracatu, no estado brasileiro de Minas Gerais, assinou um acordo com uma empresa chinesa para abrigar um parque de ciências agrícolas, visando construir o maior centro sul-americano de pesquisa e desenvolvimento de sementes de soja e milho e da cadeia de suprimentos.

FMI Eleva pesos de renminbi e dólar na cesta de SDR

O Fundo Monetário Internacional anunciou no sábado um aumento no peso do renminbi chinês e do dólar americano na cesta de Direitos Especiais de Saque (SDR) após concluir a revisão quinquenal.

Últimas Notícias

Brasil deverá atingir 12,5% da produção mundial de algodão até 2030

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, em março, as cotações da commodity subiram em 5,41%.

TSE autoriza ‘vaquinha virtual’ para financiar candidaturas

Eleitores agora podem contribuir com os seus candidatos.

Botijão de gás poderia custar R$ 60

Segundo Fernando Siqueira, com média de R$ 114, aproximadamente, o botijão chega a custar até R$ 160.

IGP-10 varia 0,10% em maio

Queda verificada em abril e maio nos preços de grandes commodities agrícolas e minerais contribuiu para queda da inflação ao produtor.

Previdência privada é pouco usada; 92% dependem de recursos do INSS

Mais da metade dos brasileiros gostaria de parar de trabalhar com 60 anos, mas só 28% acham que vão conseguir.