China incentiva rotas aéreas para países insulares do Pacífico

A China incentiva e apoia as companhias aéreas a lançar rotas aéreas e voos entre a China e os países insulares do Pacífico quando a pandemia da COVID-19 estiver efetivamente sob controle, de acordo com um documento divulgado nesta segunda-feira após a segunda Reunião dos Ministros das Relações Exteriores China-Pacíficos Insulares.

Um avião de passageiros pousa no Aeroporto Internacional de Changchun Longjia em Changchun, capital da Província de Jilin, nordeste da China, em 28 de abril de 2022. (Foto de Ye Shan/Xinhua)

Xinhua - Silk Road

 

SUVA, 31 mai (Xinhua) — A China incentiva e apoia as companhias aéreas a lançar rotas aéreas e voos entre a China e os países insulares do Pacífico quando a pandemia da COVID-19 estiver efetivamente sob controle, de acordo com um documento divulgado nesta segunda-feira após a segunda Reunião dos Ministros das Relações Exteriores China-Pacíficos Insulares.

A China também se compromete a fornecer assistência anti-COVID-19, que é da necessidade dos países insulares do Pacífico, e vai injetar capital adicional no Fundo de Cooperação China-Países Insulares do Pacífico em 2022, informa o jornal.

Equipes médicas chinesas serão enviadas para países insulares do Pacífico, incluindo Ilhas Salomão e Kiribati, com o número total chegando a 200 nos próximos cinco anos, segundo o comunicado.

A China também vai oferecer 2.500 bolsas governamentais e 3.000 oportunidades de treinamento de recursos humanos para países insulares do Pacífico de 2020 a 2025.

O primeiro-ministro e ministro das Relações Exteriores de Fiji, Josaia Voreqe Bainimarama, e o conselheiro de Estado chinês e ministro das Relações Exteriores, Wang Yi, co-presidiram a segunda reunião de ministros das Relações Exteriores China-Países Insulares do Pacífico nesta segunda-feira. Fim

Leia também:

China lança rota aérea para frutas importadas dos países da RCEP

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

CMOC gastará US$ 1,826 bilhão no projeto de KFM em Congo

O CMOC Group Limited (603993.SH, 03993.HK) anunciou nesta quinta-feira que investirá cerca de 1,826 bilhão de dólares na fase I do desenvolvimento do projeto da mina de cobre-cobalto de Kisanfu (KFM), na República Democrática do Congo (RDC).

Banco central da China injeta liquidez via recompra reversa

O Banco Central da China injetou nesta sexta-feira 10 bilhões de yuans (cerca de 1,5 bilhões de dólares) de recompra reversa, visando manter a liquidez do sistema bancário.

O mercado de pequenos artigos chineses é inaugurado em Dubai

O mercado de Yiwu, um centro de compras para pequenas mercadorias chinesas, foi inaugurado nesta quinta-feira em Dubai, oferecendo uma alternativa de mercado para compradores estrangeiros adquirirem produtos fabricados na China, informou Chinanews.com.

Últimas Notícias

Ford Brasil: Centro global de exportação de serviços de engenharia

Projetos de ponta voltados ao futuro da mobilidade, como veículos elétricos, autônomos e conectados. 

Senado vai analisar vetos na Lei Aldir Blanc

Existe uma fila de 36 vetos aguardando votação dos senadores e deputados

Caixa: desconto de até 44% para regularizar penhor em atraso

As unidades com serviço de penhor disponível podem ser consultadas no site da Caixa

Índice de Preços ao Produtor (IPP) sobe 1,83% em maio

Das 24 atividades analisadas, 21 tiveram alta de preços

Acqio inclui transações via Pix em suas soluções de pagamento

Em abril os pagamentos feitos via Pix atingiram a marca histórica de 11,5%, no comércio eletrônico