China lança primeiro Livro Branco sobre controles de exportação

A China publicou nesta quarta-feira seu primeiro Livro Branco sobre controles de exportação para fornecer um quadro completo das políticas correlatas e ajudar a comunidade internacional a compreender melhor sua posição.

Foto aérea tirada em 13 de abril de 2019 mostra um cais de contêineres no porto de Qinzhou, na Região Autônoma da Etnia Zhuang de Guangxi, sul da China. (Xinhua / Cao Yiming)

Xinhua - Silk Road

 

BEIJING, 29 Dez (Xinhua) – A China publicou nesta quarta-feira seu primeiro Livro Branco sobre controles de exportação para fornecer um quadro completo das políticas correlatas e ajudar a comunidade internacional a compreender melhor sua posição.

O documento, intitulado “Controles de exportação da China” é divulgado pelo Departamento de Comunicação do Conselho de Estado, detalhou a posição, as instituições e as práticas da China na melhoria da governança de controle de exportação, bem como seus compromissos e ações para salvaguardar a paz e o desenvolvimento mundial e a segurança em nível nacional e internacional.

O corpo principal do Livro Branco consiste em quatro partes: posição básica da China no controle de exportação, melhoria contínua do sistema legal e regulatório para controle de exportação, modernização do sistema de controle de exportação e por último, o intercâmbio e cooperação internacional.

O mundo está passando por mudanças profundas em uma escala nunca vista em um século, com um aumento de fatores desestabilizadores e incertezas, perturbações na segurança e na ordem internacional, com desafios e ameaças à paz mundial, disse o Livro Branco.

O documento também enfatizou que as medidas justas, razoáveis e não discriminatórias para controle de exportação, são cada vez mais importantes para abordar os riscos e desafios de segurança internacional e regional, a fim de salvaguardar a paz e o desenvolvimento mundial.

A China está buscando uma abordagem holística para a segurança nacional e tomando medidas mais ativas para se integrar ao processo de globalização econômica, afirma o Livro Branco.

Para formar uma economia mais aberta e fazer uma China mais pacífica, o país se esforçará para alcançar uma interação sólida entre o desenvolvimento de alta qualidade e a segurança garantida, modernizando seu regime de controle de exportação e fazendo novos progressos na governança de controle de exportação, conforme o Livro Branco.

A China assumirá suas responsabilidades de uma perspectiva global, cumprirá conscienciosamente suas obrigações internacionais e intensificará os intercâmbios e a cooperação internacionais, disse o livro branco.

O país tomará ações concretas para participar da coordenação internacional dos controles de exportação, fazendo progresso nos processos internacionais relacionados e trabalhar em conjunto com todos os outros países na construção de uma comunidade global de futuro compartilhado e na entrega de um forte encorajamento à paz e ao desenvolvimento mundial, de acordo com o Livro Branco. Fim

 

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

China intensifica reforma de classificação de risco no mercado

A China intensificou a reforma no setor de classificação de créditos, à medida que novas regras para melhorar os padrões e regulamentações do setor entraram em vigor em 6 de agosto, em meio ao esforço mais amplo do país para reduzir os riscos financeiros e liberar ainda mais o potencial de seu enorme mercado de títulos.

China aprimora serviços de transporte para atender viagens de verão

A China vem aprimorando os serviços de transporte ferroviário e aéreo na corrida de viagens de verão, a fim de garantir viagens seguras para os passageiros.

Exportações de NEV da China aumentam 37,6% no ano em julho

As exportações de veículos de nova energia (NEV, sigla em inglês) da China registraram um crescimento anual de 37,6%, chegando a 54.000 unidades em julho, segundo os dados da Associação Chinesa de Fabricantes de Automóveis (CAAM).

Últimas Notícias

Fiagros têm captação líquida satisfatória até junho

Esses fundos entraram em operação em agosto de 2021

Vendas financiadas de veículos leves e pesados crescem pouco

Em relação a julho de 2021, no entanto, queda é de 18,8%

Índices influenciaram o mercado nesta semana

Ibovespa encerrou nesta sexta-feira com alta de 2,33%

Petrobras informa sobre venda de direitos minerários de potássio

A Petrobras informa que iniciou a etapa de divulgação da oportunidade (teaser), referente à venda de seus direitos minerários para pesquisa e lavra de...

China aposta no controle da inflação este ano

BPC: condições favoráveis para manter os preços geralmente estáveis