China recebe primeiro lote de soja livre de desmatamento do Brasil

96
Um navio de carga transportando soja livre de desmatamento do Brasil atraca no porto de Tianjin, no norte da China, após um mês de viagem, em 31 de maio de 2024. (COFCO Group/Xinhua)
Xinhua - Silk Road

Tianjin, 3 jun (Xinhua) — Um navio de carga que trouxe do Brasil soja livre de desmatamento atracou no porto de Tianjin, no norte da China, após um mês de viagem, em 31 de maio. Esta é a primeira encomenda que a China faz de soja livre de desmatamento.

A encomenda foi assinada pela maior comerciante chinesa de alimentos COFCO e pela gigante chinesa de laticínios Inner Mongolia Mengniu Dairy (Group) na 6ª Exposição Internacional de Importação da China (CIIE), em Shanghai, no leste da China, no ano passado.

Após processamento em Tianjin, este lote de soja, certificado pelo Padrão Internacional de Agricultura Responsável da COFCO e confirmado sem problemas de desmatamento ou destruição da vegetação das fazendas originais, será fornecido a uma subsidiária da Mengniu Dairy, à China Modern Dairy Holdings Ltd.

O Fundo Mundial para a Natureza (WWF) propôs uma meta de desenvolvimento de alcançar o desmatamento zero das florestas globais até 2030, com o objetivo de pedir ao mundo que proteja os recursos florestais, a biodiversidade e o ecossistema da Terra.~

Espaço Publicitáriocnseg

Foi um marco significativo a importação de soja brasileira livre de desmatamento, enviando um sinal positivo da China para o mercado global de commodities, segundo o Fórum Econômico Mundial.

Também foi de grande importância para o Brasil, o maior produtor mundial de soja, que antes sofria com o desmatamento para cultivo. O aumento do cultivo da soja trouxe o aumento do emprego e da receita cambial para o Brasil, porém à custa do meio ambiente.

Como maior importador da soja brasileira, a China importou quase 70 milhões de toneladas de soja brasileira em 2023, representando cerca de 70% de suas exportações totais.

Para proteger o ambiente ecológico local e conter o desmatamento, empresas chinesas estabeleceram uma cadeia de fornecimento sustentável de soja com rastreabilidade de produtos agrícolas para bloquear o espaço de circulação de soja de desmatamento no mercado.

Jack Hurd, diretor-executivo da Aliança das Florestas Tropicais do Fórum Econômico Mundial, disse que o mercado chinês pode efetivamente promover a transformação verde de toda a cadeia de valor, e o pedido estabeleceu uma base sólida nas compras sustentáveis.

Atualmente, a COFCO International alcançou a rastreabilidade total da aquisição direta de soja no Brasil. A empresa também planeja estabelecer uma cadeia de fornecimento de soja livre de desmatamento na floresta amazônica, nas pastagens do Cerrado e nas regiões do Gran Chaco na América Latina até 2025.

Enquanto o governo chinês defende ativamente a construção de uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade, as empresas chinesas estão dispostas a assumir as responsabilidades ecológicas internacionais e contribuir para combater o aquecimento global.

Promover a transformação verde e de baixo carbono da agricultura global é uma ação essencial que precisa ser tomada imediatamente, disse Dong Wei, CEO da COFCO International, que está bem consciente da sua responsabilidade social pelo desenvolvimento sustentável global.

Li Pengcheng, presidente-executivo do Mengniu Group, também disse que a empresa se esforçará para alcançar o zero desmatamento antes de 2030 e fazer uma contribuição positiva para a proteção das florestas globais e da biodiversidade. Fim

Leia também:

Dados do primeiro semestre da China preparam terreno para meta de crescimento para o ano inteiro
Cinturão e Rota
Dados do primeiro semestre da China preparam terreno para meta de crescimento para o ano inteiro

Beijing, 18 julho (Xinhua) — O Fundo Monetário Internacional  revisou nesta terça-feira o crescimento econômico da China em 2024 para 5%, em uma atualização da sua Perspectiva Econômica Global (WEO, sigla em inglês), ante os 4,6% previstos em abril. Isso ocorreu depois que a China divulgou seus dados econômicos semestrais na segunda-feira, que mostraram que […]

Volkswagen Anhui lança o primeiro veículo elétrico para mercado chinês
Cinturão e Rota
Volkswagen Anhui lança o primeiro veículo elétrico para mercado chinês

HEFEI, 18 de julho (Xinhua) — A Volkswagen Anhui lançou oficialmente seu primeiro veículo de nova energia para o mercado chinês nesta quarta-feira, em Hefei, capital da província de Anhui, no leste da China. O novo modelo, ID. UNYX, é o primeiro SUV cupê elétrico inteligente da Volkswagen. Ele tem uma autonomia máxima de 621 […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui