Choque anunciado

A Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) alerta para a “extrema falta de segurança jurídica” no Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), que regula o valor da energia elétrica no país. “Desde 2010, erros de processamento motivaram republicações do PLD em mais de 80 semanas, cujos efeitos retroativos motivaram a quebra de centenas de contratos no segmento.” “Imagine se a taxa de câmbio pudesse ser modificada meses depois dos contratos de exportações e importações terem sido assinados, pois é isso o que ocorre no setor elétrico”, afirma Reginaldo Medeiros, presidente da Abraceel. A entidade vai defender o fim dessa situação nesta quinta, em audiência a ser promovida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em Brasília.

É no que dá tentar transformar energia elétrica em commodity. O atraso pode se dar pela complexidade, incompetência ou interesses. Em qualquer dos casos, fruto do modelo adotado que prejudica Estado e consumidor.

 

Falta fiscal

O mercado agropecuário brasileiro cresceu mais de 200% nos últimos 20 anos, enquanto o quadro de servidores responsáveis pela fiscalização caiu mais de 35%. Há 270 frigoríficos que atuam no mercado externo e não têm nenhum auditor fiscal federal agropecuário (Affa) fiscalizando diariamente suas atividades. A meta do próprio Mapa é ter dois servidores por frigorífico, por turno.

A falta de medidas para garantir a fiscalização está por trás da suspensão das importações de carne in natura pelos Estados Unidos, afirma o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical).

Estamos trabalhando com déficit de quase 40% dos servidores”, garante o presidente da entidade, Maurício Porto. O sindicato quer a realização de concurso público para contratação de 1.600 fiscais.

 

Negócio fechado

Ponto errado é a principal causa de mortalidade das franquias, revela estudo realizado pela Franchise Solutions. “Existem negócios que são de passagem e outros que são de destino, e a principal diferença entre eles é que os de passagem precisam ser instalados em locais com grande fluxo de pessoas ou de carros. Já os de destino não necessitam disso, porém precisam ter facilidade de acesso, como por exemplo, transporte público nas proximidades ou estacionamento exclusivo e/ou vinculado a convênio”, explica Pedro Almeida, diretor da consultoria.

Ele cita outras quatro principais causas do insucesso das franquias: falta de capital de giro; treinamento insuficiente; concorrência desleal; e sazonalidade.

 

Dores do crescimento

O faturamento bruto anual de uma startup no Brasil não chega a R$ 50 mil para 72% delas, enquanto apenas 6% faturam mais de R$ 500 mil ao ano. A taxa de mortalidade é de 25% ao ano. Os dados são de levantamento realizado em parceria entre a Parallaxis Economia e Ciências de Dados e o escritório Perrotti e Barrueco Advogados com 120 empresas e investidores.

Atualmente, 81% das startups estão formalizadas, e 89,5% já desenvolveram seu plano de negócios; 42,1% das startups já estão há mais de dois anos no mercado, tendo portanto sobrevivido a crise que assolou o País. As dificuldades decorrentes de um ambiente trabalhista e tributário complexo e oneroso são apontadas como um dos entraves para maior avanço das empresas emergentes nacionais.

Mais de 70% das startups possuem entre dois e quatro sócios, e nem todas chegam a contratar mão de obra externa: 21,6% não possuem nenhum funcionário.

 

Rápidas

O escritório Gouvêa Advogados Associados (GAA) completa em 2018 o segundo ciclo de três anos de certificação pela norma ISO 9001 *** A FGV realiza em São Paulo, de 10 a 14 de julho, a quarta edição da Semana Educação Executiva, com palestras gratuitas sobre temas como Operação Lava Jato, blockchain, métricas e inovação. Serão 14 palestras a partir das 19h, na unidade localizada na Rua Itapeva, 432. Inscrições: http://mgm-saopaulo.fgv.br/eventos/4-semana-educacao-executiva-de-10-14-de-julho *** De 1º a 30 de julho, o Carioca Shopping realiza o Clubinho Carioca no Mar, parte da programação de férias *** O especialista em Marketing Gabriel Rossi realiza curso de gestão de mídias sociais e vantagens das redes dias 14 e 15 próximos, na ESPM. Inscrições: http://www2.espm.br/cursos/espm-sao-paulo/inovacao-em-planejamento-de-midias-sociais *** A Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas e o Centro de Cidadania Fiscal realizam o seminário Tributação de Lucros e Dividendos no Brasil, nesta sexta, das 8h30 às 13h, na FGV (R. Rocha, 233) *** A exposição 3 a Uma fica em cartaz na galeria da Casa do Paulo Branquinho (Rua Morais e Vale, 8, térreo, Lapa, Rio de Janeiro) até este sábado. A mostra apresenta os trabalhos mais recentes de Elmo Martins, Jung Wladimyr, Márcio Goldzweig e Lina Rivera. A entrada é franca.

Artigo anteriorRoubo fantasma
Próximo artigoDono da caneta
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Desigualdade, Big Tech e EUA são maiores ameaças à democracia

7 em 10 chineses avaliam que seu país vai bem na questão.

O poder do monopólio em rebaixar os salários

Um tributo a Joan Robinson, ‘uma das economistas mais importantes do século 20’.

Ricos querem pagar só 10% do imposto de Biden

Elisão fiscal ameaça levar US$ 900 bi do pacote para as famílias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

G20 promete ‘financiamento total’ de compra de vacinas pela OMS

Medida desbloquearia quase US$ 20 bilhões.

Em cinco anos, SP reduziu em 32%, mortes no trânsito

Só Região Metropolitana reduziu em 29%; queda nas fatalidades em nível nacional foi de 22%.

Mercado reage em dia pós-Copom

Destaque para os pedidos por seguro-desemprego nos EUA.

Boas expectativas para o dia

Hoje, mercados começando aparentemente com realizações de lucros recentes e aguardando a decisão do Banco Central inglês sobre política monetária.

Mesmo com perdas de 75%, empresas em favelas mantêm 80% dos empregos

São mais 289 mil comércios registrados nas cerca de 6 mil comunidades em todo o Brasil.