Ciberataques no Brasil aumentaram 46% no segundo trimestre

Os três principais setores mais visados por ransomware no mundo que são governo/militar, educação/pesquisa e saúde.

Levantamento da Check Point Research (CPR) aponta pico histórico de ransomware no mundo, em que uma em cada 40 organizações foi afetada por semana, um aumento de 59% em relação ao período do ano anterior (uma em cada 64 organizações no segundo trimestre de 2021). O estudo também indicou um aumento de 59% ano a ano; enquanto o registro dos ciberataques em geral foi em média de 1.200 ataques semanais por organização no mundo, um aumento de 32%, e no Brasil o índice foi de 46%.

Segundo o levantamento, os três principais setores mais visados por ransomware no mundo que são governo/militar, educação/pesquisa e saúde.

No segundo trimestre deste ano, os ataques cibernéticos globais aumentaram em 32%, em comparação com o mesmo período de 2021. Em relação às estatísticas sobre o Brasil, o levantamento apontou que, em média, as organizações no país foram atacadas 1.540 vezes semanalmente, um aumento de 46% comparado ao período do segundo trimestre de 2021. No levantamento atual, a América Latina registrou o maior aumento nos ataques, registrando uma em cada 23 organizações impactada semanalmente, um aumento de 43% em comparação com uma em cada 33 no segundo trimestre de 2021. A região é seguida pela Ásia que registrou um aumento de 33% em relação ao ano anterior, atingindo uma em cada 17 organizações impactada semanalmente.

Na África, a média semanal de organizações impactadas é de uma em cada 21 – um aumento de 21% em relação ao ano anterior (uma em cada 25 organizações no segundo trimestre de 2021). Na América do Norte, a média semanal de organizações impactadas é de uma em cada 108 – um pequeno aumento de 1% ano a ano (uma em 109 organizações no segundo trimestre de 2021). Na Austrália e Nova Zelândia, a média semanal de organizações impactadas é de uma em 113 – um aumento de 18% em relação ao ano anterior (uma em cada 133 organizações no segundo trimestre de 2021). E na Europa, a média semanal de organizações impactadas é de uma em 66 – uma redução de 1% em relação ao ano anterior (uma em cada 65 organizações no segundo trimestre de 2021).

O setor de varejo e atacado teve o maior pico de ataques de ransomware no mundo, com um aumento alarmante de 182%, em comparação com o mesmo período do ano passado, seguido pelo setor de SI/VAR/Distributor (Integradores de Sistemas/VAR/Distribuidores) que teve um aumento de 143% e, em seguida, o setor governo/militar, relatando um aumento impressionante de 135%, atingindo uma proporção de uma em cada 24 organizações afetada por ransomware semanalmente. O setor de educação/pesquisa tornou-se mais atacado em todo o mundo, absorvendo uma média de mais de 2.300 ataques às organizações por semana, o que representa um aumento de 53% em relação ao segundo trimestre de 2021. E o segmento de saúde registrou um aumento de 60% nos ataques cibernéticos em comparação com o segundo trimestre de 2021, atingindo 1.342 ataques semanais às organizações.

Já segundo o Mapa da Fraude da ClearSale, no primeiro semestre de 2022, a Região Sudeste do país registrou 2,12% em número de tentativas de fraude. De acordo com o estudo, a região apresentou o quarto maior índice percentual de tentativas de fraude sobre a quantidade de transações, e contou com mais de 49 milhões de pedidos, maior quantidade do país.

Entre os estados com maior índice de tentativas sofridas, estão o Rio de Janeiro (2,92%), que obteve mais de 9 milhões de pedidos, Espírito Santo (2,35%), com mais de 1 milhão de pedidos, e Minas Gerais (2%), com mais de 8 milhões de pedidos. São Paulo (1,90%), possui o menor percentual, mas lidera em volume total de pedidos, com 30,2 milhões. Já entre as categorias que mais sofreram tentativas na região, estão eletrônicos (10,27%) e celular (8,52%), que inverteram as posições que ocupavam em 2021, além dos games (5,86%), que permaneceram em terceiro lugar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Roubini: EUA caminham para recessão longa e severa

Economista espera juros ‘bem acima de 4%’.

Datafolha aponta vitória de Lula no primeiro turno

Após início do pagamento de Auxílio de R$ 600, Bolsonaro subiu apenas 3 pontos e ex-presidente manteve 47%.

Cibercriminosos vendem dados a partir de US$ 2 mil na dark web

Além de criptografar dados corporativos de PMEs e exigir resgate, criminosos também extorquem companhias ameaçando exposição de dados roubados.

Últimas Notícias

Vale testa caminhões de 72 toneladas 100% elétricos

Veículos serão usados nas operações da mineradora em Minas Gerais e da Indonésia

Xangai quer estimular mais o consumo

Será a primeira emissão de cupons eletrônicos para estimular o consumo

Pequenos incidentes cibernéticos podem iniciar grandes problemas

Alerta é do coordenador do Grupo Consultivo de Cibersegurança da Anbima

Rio Grande do Sul publica edital de concessão do Cais Mauá

Prevê revitalizar um dos principais patrimônios da cidade por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP)

Rio pode ter fomento de áreas produtoras de petróleo

Norma estabelece que o governo do estado desenvolva políticas de apoio e parceria.