Ciclic passa a ofertar seguro viagem

Expectativa da fintech é de alcançar 5% de market share até o final de 2019

Uma fratura nos Estados Unidos pode custar US$ 20 mil. Foi considerando esse dado que a Ciclic, fintech brasileira especializada em previdência e seguros, acrescentou em seu portfólio um seguro viagem. A fintech fez parceria com a seguradora norte-americana Starr e a meta é alcançar 5% de market share até o final de 2019.

Raphael Swierczynski, CEO da Ciclic, diz que presença da fintech no mercado de seguros de viagem tanto nacionais quanto internacionais é estratégica em meio ao crescimento do setor, que segundo a Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV) registrou penetração superior a 30% nas viagens internacionais no ano passado. Para 2019, a expectativa é que esse índice aumente.

“O seguro viagem é obrigatório na Europa, devido ao Tratado de Schengen. Muitos países não têm um sistema único de saúde, como o Brasil, onde o acesso é gratuito. Essas e outras informações ainda não são de domínio da população e a falta de conhecimento pode acabar com uma viagem e ainda gerar uma grande dívida. Ninguém deveria sair do país sem um seguro viagem contratado.”, avalia Raphael.

Para estimular a procura, a startup está oferecendo 60% de desconto até a Páscoa para quem contratar até às 23h59 do dia 21 de abril com o código PASCOA60. Além de um processo descomplicado, o lançamento tem preços atrativos e coberturas personalizadas, cobrindo as despesas mais comuns em todos os destinos. A startup aposta em melhorar a experiência do usuário no momento da escolha do plano, além de oferecer um atendimento diferenciado durante o pós-venda.

“A ideia é recriar essa experiência de forma que fique claro o que está sendo comprado pelo cliente, sem pegadinhas. Além disso, temos a preocupação de apresentar planos que assegurem a melhor cobertura no local de destino. Sabemos que imprevistos acontecem e nos propomos a entregar o seguro adequado ao cliente de acordo com cada viagem”, ressalta Raphael Swierczynski, CEO da Ciclic.

 

Modalidade de plano

 

A cobertura depende do plano escolhido, mas todas abrangem as exigências dos locais e incluem ainda extravio de malas, voos cancelados, entre outros imprevistos. A diferença entre as opções é a cobertura médica e odontológica, que varia de acordo com o destino do viajante e com o plano escolhido. Para oferecer uma diversificação aos clientes, são oferecidos 3 tipos de planos em cada cotação.

Todas as informações referentes à cobertura constarão no bilhete enviado pelo e-mail informado pelo cliente no momento da compra e também disponível na área logada, a qual o usuário acessa com login e senha. Também é possível entrar em contato de qualquer lugar do mundo gratuitamente pelo número 0800 001 5253. Durante o período de viagem, o atendimento é 24 horas, sete dias por semana, com atendimento em português. O Seguro Viagem da Ciclic poderá ser adquirido via cartão de crédito. A compra está disponível na versão web e mobile do site  www.viagem.ciclic.com.br

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Mercado financeiro mundial está de olho no ômicron

Por Matheus Jaconeli.

Consumidor já pode sacar dinheiro no comércio com o PIX

As lojas poderão ofertar o serviço.

Mercado corre do risco em momento de estresse

Se tem uma coisa que o mercado é previsível é com relação ao seu comportamento em momentos de estresse é aversão ao risco. “Nessa...

Últimas Notícias

Proteção Tabajara nos aeroportos contra a Covid

Ex-secretário cobra adoção de exigências eficazes.

Covid-19: Turismo mundial perde US$ 2 trilhões em 2021

Segundo dados da OMT, as chegadas internacionais caíram até 75% este ano.

Prevent Senior mentiu sobre cloroquina e faz acordo com o MP-SP

Empresa também cita que inexiste conclusões  de pesquisa sobre eficácia do kit covid.

Contas públicas fecham com saldo positivo de R$ 28,195 bi em outubro

Dívida Pública deve fechar 2021 com queda superior a 8 pp do PIB em relação a 2020.

SuperaRJ chega a R$ 200 milhões em recursos liberados pela AgeRio

Foram liberados cerca de R$ 57 milhões em recursos para MEIs, autônomos e informais.