23.8 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, janeiro 25, 2021

Cidade sem luz

A resistência dos franceses à reforma da previdência – que aumentou a idade de aposentadoria para 62 anos – deixou Paris um caos e preocupa o setor hoteleiro da capital. Segundo um empresário, os turistas desapareceram.

Realidade virtual
Do senador Cristovam Buarque (PDT-DF), em discurso no Senado, segunda: “Esta campanha presidencial foi tão pobre que nem as questões menos importantes foram debatidas”. O parlamentar lamentou que “não houve debate sobre qual é o tipo de crescimento que vamos ter, e nem sobre a crise no mundo de hoje, que está em chamas”.

Lance de gênio
A operação de capitalização da Petrobras, que permitiu ao governo obter um superávit primário sem precisar cortar os gastos que mantêm o crescimento econômico, deu um nó na cabeça dos porta-vozes neoliberais incrustados nas colunas dos jornalões. Esta coluna quase sentiu pena daqueles que, inutilmente, tentavam mostrar que a operação era ilegal e que a venda de reservas de petróleo a ser extraído no futuro não podia virar receita.

Desconto no IPVA
Os consumidores paulistas têm até domingo para utilizarem os créditos acumulados no Programa da Nota Fiscal Paulista para abatimento do IPVA correspondente ao exercício de 2011. Os valores são aqueles acumulados até o primeiro semestre de 2010 e que entraram no sistema nesse mês de outubro. Basta acessar o portal da Nota Fiscal Paulista (www.nfp.fazenda.sp.gov.br), no módulo Conta Corrente, e informar o Renavam do veículo. Os valores podem também ser transferidos para outra pessoa, creditados na conta corrente ou poupança, ou ainda, doados para entidades sociais, num prazo de cinco anos, informa Flavia Kilhian Martin, consultora tributária da FISCOSoft.

Tiro no pé
A constatação é de um observador das ruas. Segundo este leitor, pelo menos, no Rio de Janeiro, cresce o número de pessoas e veículos ostentando adesivos de Dilma Housseff. Esse observador registra que o aumento da mobilização a favor da petista intensificou-se a partir da tentativa de Serra apresentar-se com vítima após ser atingido por uma bolinha de papel. Além do adesivo com o nome de Dilma, surge outro para explicitar as razões da mobilização: “Fora Serra!”.

Treinadores
O mercado de coaching – a palavra da moda da administração “moderna” – movimenta R$ 20 milhões por ano no Brasil, mas o crescimento se dá em dois dígitos anuais. De olho nisto, a Erickson College do Canadá traz o curso “A arte e a ciência do Coaching”, que tem a credencial Accredited Coach Training Program (ACTP), ou seja, reconhecido e acreditado pela International Coach Federation, maior entidade independente do setor no mundo. O curso começa nesta quinta. Mais informações no site www.clpintegra.com.br

Transformações
Brasil – 1999-2010: Década de Transformações (Editora Gramma) é o novo livro que Osvaldo Nobre lançará, 18 de novembro, no Rio de Janeiro. A obra, com prefácio de um dos titulares desta coluna, traça um panorama de pouco mais de uma década da história recente brasileira.

Felicidade
O Brasil, na 45ª posição, lidera os Brics no Índice de Prosperidade, segundo os critérios de riqueza e bem-estar constantes da lista elaborada pelo Legatum Institute. A China está na 58ª posição; a Rússia, na 63ª; e a Índia, na 88ª, entre 110 países, que compreendem 90% da população mundial.
Noruega, Dinamarca e Finlândia ocupam os três primeiros lugares. O ranking é composto por oito sub-índices: economia; empreendedorismo e oportunidade; governança; educação; saúde; segurança; liberdade individual; e capital social.
Financiado por um fundo de investimento de Dubai, o Legatum Institute coloca uma boa dose de ideologia liberal na confecção do índice. “Cidadãos felizes são formados mais por democracia, liberdade e oportunidades do que por uma economia em crescimento”, divulga o think tank. Isto talvez explique porque os Estados Unidos, com crise e tudo, é o único país de grande porte (população acima de 150 milhões) a figurar entre os dez primeiros do ranking.

Artigo anteriorAnátemas
Próximo artigoKirchner, o emblemático
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Incerteza da população ou dos mercados?

EUA e Reino Unido espalham suas expectativas para os demais países.

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.

Primeira prévia dos PMI’s e avanço da Covid-19

Bolsa brasileira sucumbe ao terceiro dia de queda, mediante aos temores fiscais.

Exterior em baixa

Queda acontece em meio às preocupações com problemas para obtenções de vacinas.

Más notícias persistem

Petróleo negociado em NY mostrava queda de 2,60% (afetando a Petrobras), com o barril cotado a US$ 51,75.

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.