Cinelândia ganha Posto de Policiamento Integrado 

Iniciativa de entidades do varejo atende demanda do comércio por mais segurança no Centro.

Foi inaugurado nesta quarta-feira o Posto de Policiamento Integrado da Cinelândia, viabilizado por meio de uma parceria entre comerciantes do Centro, a secretaria estadual de Governo e o 5º Batalhão de Polícia Militar do Rio de Janeiro. O posto foi implantado para atender a demanda do comércio por mais segurança para a região, que sofre com a degradação, provocada pela desordem urbana e pelo aumento da criminalidade.

Desde o ano passado, o Sindicato dos Lojistas do Comércio do Município do Rio de Janeiro (SindilojasRio) e outras entidades do comércio, como Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDL-Rio), Sociedade de Amigos das Adjacências da Rua da Alfândega (Saara), Sociedade Amigos da Rua da Carioca e Adjacências (Sarca) e Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), junto com empresários dos polos das confeitarias tradicionais, da Praça 15, da Praça Mauá e Rio Antigo, têm se reunido com representantes das diferentes esferas do poder público para discutir e propor ações destinadas à revitalização do Centro do Rio.

Um dos resultados desses encontros foi a implantação, em março, do programa Centro para Todos, que abrange o aumento do efetivo de policiais militares nas ruas, com a instalação de 20 tendas móveis da PM em pontos estratégicos da região e a maior integração entre o 5° BPM e a Operação Segurança Presente; e a ampliação do atendimento à população de rua, com apoio psicológico e encaminhamento a serviços de reinserção social e de capacitação profissional.

Na inauguração do posto de policiamento da Cinelândia, representando o 5º BPM, o comandante de Policiamento Especializado, coronel André Henrique, declarou que o objetivo do posto avançado é aumentar a sensação de segurança. “A ação e o policiamento integrados são muito importantes para que o cidadão, de fato, tenha a percepção da presença policial na localidade. Essa base se tornará uma referência para todos que vivem, trabalham ou visitam o Centro”, afirmou. Já o superintendente do Centro, da secretaria estadual de Governo, Luiz Cláudio Vasques, disse que o posto é fruto do trabalho sério e eficiente do governo do estado, que está trazendo um novo conceito de Segurança Pública para a região. O comerciante da Saara e diretor do polo de Confeitarias Tradicionais, Jorge Van Erven, ressaltou a importância da parceria com o governo do estado e o bom relacionamento do comércio com o 5º BPM.

O aumento da segurança e o atendimento da população de rua estão entre as principais demandas do comércio para reverter o processo de abandono do Centro, segundo Aldo Gonçalves, presidente do Sindilojas-Rio e do CDL-Rio, entidades que, juntas, representam mais de 30 mil estabelecimentos comerciais.

“Coibir a violência só é possível com muito trabalho e união de esforços, tanto do poder público como da iniciativa privada”, afirma Gonçalves, lembrando que o comércio do Rio já gastou cerca de R$ 300 milhões com segurança no primeiro trimestre deste ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Turquia quer acordo escrito para Finlândia e Suécia na Otan

Até agora, turcos têm sido os únicos membros da Otan que se opõem às propostas dos dois nórdicos.

Arábica soma 67% e conilon, 33% da produção do Brasil

Safra brasileira total de café está estimada em 53,42 milhões de sacas de 60 kg, sendo 35,71 de arábica e 17,71 milhões de conilon.

Johnson se recusa a renunciar por festas ilegais na quarentena

Primeiro-ministro britânico assumiu total responsabilidade pelos eventos em seu escritório, mas se nega a renunciar devido a escândalo.

Últimas Notícias

Mercados caminham para fechar a semana do lado positivo

Bolsas e moedas são destaque, mas o que vale mais a pena ressaltar é a redução no juro futuro nos EUA.

Redução das desigualdades e saneamento

Brasil ainda apresenta 1,6 milhão de residências sem banheiro.

Turquia quer acordo escrito para Finlândia e Suécia na Otan

Até agora, turcos têm sido os únicos membros da Otan que se opõem às propostas dos dois nórdicos.

Arábica soma 67% e conilon, 33% da produção do Brasil

Safra brasileira total de café está estimada em 53,42 milhões de sacas de 60 kg, sendo 35,71 de arábica e 17,71 milhões de conilon.

FMI alerta sobre mais riscos negativos para economia global

Em abril, Fundo havia dito que o crescimento global desaceleraria de estimados 6,1% em 2021 para 3,6% em 2022 e 2023.