Cinturão e Rota se expande pela América Latina

A América Latina é a extensão natural da Iniciativa Cinturão e Rota. “Se você olhar para um mapa, você...

A América Latina é a extensão natural da Iniciativa Cinturão e Rota. “Se você olhar para um mapa, você pode ver claramente isso, na medida em que o fluxo do comércio marítimo se expande pelo sudeste da Ásia, a extensão natural é a América Latina”, afirmou Patricio Giusto, observador político argentino. “Não aproveitar esta oportunidade seria absurdo por parte da região”, disse o especialista da consultoria Diagnostico Politico, que defende que a região se envolva na ambiciosa iniciativa de desenvolvimento global proposta pela China. Em entrevista à agência de notícias Xinhua, Giusto garantiu que os governos latino-americanos estão ansiosos para participar do plano, atraídos pelo seu conceito de estimular o livre comércio, através da construção de infraestrutura, integração financeira e maior interconectividade para impulsionar o crescimento econômico.

O especialista argentino observou que o Chile está estudando como pode complementar a Iniciativa Cinturão e Rota, mas ressaltou que não é apenas uma oportunidade exclusiva para países do Oceano Pacífico, mas também para Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, estabelecendo novos fluxos comerciais e incrementando a infraestrutura, o desenvolvimento social e “outras áreas que precisamos melhorar em nossa região”, disse Giusto. De acordo com estatísticas do Ministério do Comércio da China, o volume de negócios entre o país asiático e a América Latina atingiu US$ 166,78 bilhões nos primeiros oito meses de 2017, representando um aumento anual de 18%. Hoje, a China é o principal parceiro comercial da América Latina e a segunda maior fonte de investimento estrangeiro direto do mundo.

 

De olho nos hotéis

Os brasileiros já representam 35% dos investidores com negócios com a Driftwood, uma das dez maiores operadoras e desenvolvedoras de hotéis nos Estados Unidos. De janeiro a outubro de 2017, a empresa cresceu 600% no Brasil, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Nos últimos dois anos, o número de brasileiros que investem nos projetos da empresa teve um crescimento de 159,8%.

A empresa administra 50 hotéis, com marcas líderes como Hilton, Marriott e Sheraton. A Driftwood nasceu como o braço de investimentos em hotéis da extinta Lehman Brothers. Nos três lançamentos mais recentes, as cotas começam em US$ 100 mil, e a promessa de rentabilidade é de pelo menos 15% ao ano.

 

Dolorosa

Não bastassem as contas a pagar, as empresas devem se preocupar também com o risco de vírus em e-mails com notas fiscais. No dia 15 de janeiro, foi descoberta uma fraude com um malware ativado quando é clicado um link para download de uma NF.

Por outro lado, não receber NFs reais também é um problema. Segundo pesquisa da Arquivei, 78% das empresas não recebem todos os documentos e notas emitidos contra seus CNPJs, gerando desorganização e problemas junto ao fisco. Além disso, 63% das empresas alegam dificuldade para reconhecer notas indevidas emitidas contra elas, as “notas frias”.

 

Até morrer

Não é implicância de tricolores, botafoguenses ou vascaínos: o vírus responsável pela febre amarela, dengue e outras doenças é do gênero Flavivírus.

 

Rápidas

O Expo Center Norte, em São Paulo, recebe em 1º de março o 1º SuperFórum, encontro pós-NRF Retail’s Big Show. Mais em www.primeirosuperforum.com.br *** Neste sábado, a Associação dos Farmacêuticos do Estado do Rio de Janeiro (Afaerj) realizará a primeira edição do Prêmio Orgulho Farmacêutico, que celebra o Dia do Farmacêutico *** O grupo Show de Bola retorna ao Caxias Shopping (RJ) para um show nesta sexta-feira. No repertório, músicas de sucesso nas rodas de samba *** O Rio Convention & Visitors Bureau (Rio CVB) participa da 38ª edição da Fitur, maior feira de turismo da Espanha, que acontece em Madrid, até o dia 21 de janeiro. Os espanhóis ocupam a sexta posição no ranking de turistas estrangeiros no país *** Até 4 de março, o West Shopping realiza a Expo Espaço Beleza *** O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, comandará nesta quinta-feira reunião com parlamentares e mais de 20 entidades empresariais para articular uma estratégia pela derrubada do veto do Governo Federal ao Refis das pequenas empresas *** Começa em 5 de março o curso de extensão na Uerj “Por uma educação descolonizadora: a formação de professores em uma ótica não ocidental”. Inscrições até 15 de fevereiro pelo e-mail: educacaodescoloniz[email protected]

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorO alt Rei Midas
Próximo artigoFora da Tunísia, FMI!

Artigos Relacionados

Estaleiros darão a volta por cima

Indústria naval brasileira sofre com política do Governo Bolsonaro.

‘Empreendedores’ fecham suas empresas

Aumentou 35% número de negócios fechados em 2021.

Por que mexer no ICMS e manter dividendos elevados?

Acionistas ganham em dividendos tanto quanto toda a população perderia com corte no imposto.

Últimas Notícias

Mercados operam em alta

Os mercados europeus fecharam em alta na quinta-feira, acompanhando o bom humor global. A perspectivas de estímulos que podem ser realizados na China e...

Clorin ganha destaque nos lares e empresas brasileiras

A empresa amplia distribuição da marca Milton no Brasil.

Tokenização: conceitos e casos de uso dessa tecnologia

BC e CVM acompanharão ao longo deste ano as operações dos projetos aprovados nos respectivos sandboxes regulatórios

Sim Pro Samba homenageia Lula Gigante

O Sim Pro Samba começa às 18h30, na Praça dos Professores. Gratuito!

Solução para o investidor no cálculo e declaração do IR

Usufruir de serviços automatizados para o cálculo e o pagamento de DARFs,