Cinturão e Rota, Brics e a guerra de Israel

Interesses dos EUA no Oriente Médio: barrar Brics e Cinturão e Rota e manter instabilidade permanente

249
Tanques de Israel destroem Gaza (foto Xinhua/FDI)
Tanques de Israel destroem Gaza (foto Xinhua/FDI)

A situação no Oriente Médio não pode ser analisada sem enxergar os interesses geopolíticos em torno da região. Em um momento em que cresce a adesão à Iniciativa Cinturão e Rota, e países árabes se juntam ao Brics, a permanente instabilidade cumpre um papel.

Em franca entrevista, Robert Francis Kennedy Jr., sobrinho do presidente John F. Kennedy e candidato independente às eleições presidenciais dos EUA em 2024, fala abertamente que Israel é a cabeça de ponte dos Estados Unidos no Oriente Médio.

O candidato de extrema-direita ataca a integração da Arábia Saudita, Emirados Árabes, Irã e Egito ao grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Relata que os países do Brics terão amplo controle sobre o petróleo mundial (como já relatado aqui) e que isso ameaça os interesses norte-americanos.

A região também é caminho importante para a Iniciativa Cinturão e Rota. Israel deseja ter controle sobre os portos da região de forma a ser uma alternativa ao comércio entre Ásia e Europa. Além disso, o porto de Gaza seria importante para a exploração de petróleo no mar – os maiores campos estão na costa palestina.

Espaço Publicitáriocnseg

Assim, a permanente guerra de Israel ganha contornos além dos interesses do povo judeu. Para os EUA, como disse o sobrinho de Kennedy e dezenas de políticos e instituições do establishment, manter uma posição de força na região é essencial para os interesses norte-americanos.

Em cada esquina

A Febrafar, que reúne redes de farmácias, tem 15 mil estabelecimentos em suas 66 redes associadas, que representam 14,6% do mercado farmacêutico nacional. Fazendo as contas, são mais de 100 mil farmácias no Brasil, ou 1 para cada 2 mil habitantes. Não surpreende ver lojas em cada esquina, umas de frente para as outras, às vezes da mesma rede.

O faturamento cresceu 60,5% nos últimos 4 anos; as associadas da Febrafar tiveram alta de 105,6% no mesmo período.

Genocídio

O número de civis mortos em Gaza em outubro já ultrapassou o número total de vítimas entre civis durante todo o conflito na Ucrânia, disse o primeiro-ministro palestino, Mohamed Shtaye, durante seu discurso na conferência de Paris sobre a situação humanitária na região.

Rápidas

A Megamatte e Instituto Dara fazem a 2ª edição da “MegAção”, na próxima quinta-feira (16), em que parte das vendas de mate e guaraná de toda a rede será destinada a projetos de capacitação e geração de renda para pessoas assistidas pela ONG *** A 11ª edição do Festival do Bacalhau Cadeg-Caxamar segue até 20 de novembro, com 20 ofertas e pratos exclusivos. O mercado municipal carioca espera aumentar em 20% as vendas *** A CMU Energia patrocina a corrida de rua Sátira Sunset Run e o atleta mineiro Saymon Soares, da Seleção Brasileira de Kickboxing *** No próximo dia 14, às 9h30, será realizada, via Google Meet, a oficina “ESG e Crédito Internacional”, com Luciano Bravo, CEO da Inteligência Comercial. Inscrições aqui *** A Unimed Nacional inaugura no próximo dia 16, em Brasília, o Espaço Saúde. Com investimento de mais de R$ 70 milhões, a nova estrutura é o carro-chefe da meta de crescer em número de vidas cerca de 16% na região de Brasília *** Nas vésperas do Dia da Consciência Negra, a região portuária do Rio de Janeiro receberá, nos dias 15, 17, 18 e 19, o Festival Cultural Novembro Negro: 4º Edição – Edição Especial na Pequena África, promovido pela Casa Amarela Providência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui