Ciro lá?

A pesquisa CNT divulgada nesta segunda assustou a direita, a ponto de ter mobilizado a mídia para colocar Jair Bolsonaro em destaque. Uma...

A pesquisa CNT divulgada nesta segunda assustou a direita, a ponto de ter mobilizado a mídia para colocar Jair Bolsonaro em destaque. Uma forma de desviar atenção e pressionar as candidaturas conservadoras a se unir – não se sabe em torno de quem, pois Alckmin derrete, e os demais não têm chance de decolar. Mas o fato é que a pesquisa confirmou que Lula é a chave da eleição. E trouxe de novo o despontar de Ciro Gomes, a ponto de um operador de corretora reverberar: “O mercado não gostou da pesquisa. Ciro cresceu, Marina está em segundo lugar”.

Um quadro interessante da pesquisa é o que faz um resumo da possibilidade de voto para presidente, considerando apenas quem conhece o candidato. Lula está disparado na frente, com potencial positivo de 51% e negativo de 47,1% (os números somam as respostas “é o único em que votaria” com “é um candidato em que poderia votar” e contrastam com “não votaria nele de jeito nenhum”). Em segundo, aparece Ciro Gomes, com 40,9% de percentual positivo contra 54,7% de negativo. Em terceiro, praticamente empatados, Jair Bolsonaro e Marina Silva (na casa de 38,7% e 58,2%).

Se Lula não for candidato – e, a depender do Judiciário, não será – o potencial de uma chapa com Ciro na cabeça e apoio do ex-presidente seria imbatível.

 

Sem habeas corpus

Ainda na pesquisa CNT, a opinião do brasileiro em relação à confiança no Poder Judiciário: muito confiável, 6,4%; pouco confiável, 52,8%; nada confiável, 36,5%.

E mais: a justiça é igual para todos? “Sim, ela trata todos de igual maneira” (6,1%); “Não, ela não trata todos de maneira igual” (90,3%).

Para o ministro Luís Roberto Barroso, que defende que o Supremo ouça a voz das ruas, é um voto de condenação.

 

A lei é para todos

A justiça decretou a prisão d ex-vereador Manoel Eduardo Marinho, o “Maninho do PT”, e seu filho, Leandro Eduardo Marinho, por tentativa de homicídio doloso contra o empresário Carlos Alberto Bettoni, no dia 5 de abril, em frente à sede do Instituto Lula, em São Paulo.

No Sul, a investigação sobre o ataque a bala ao ônibus da caravana de Lula, em 27 de março, não avançou. Um mês depois, novo atentado a bala contra o PT, desta vez no acampamento em Curitiba próximo à Polícia Federal; este também segue sem que o culpado tenha sido descoberto. Nem mesmo um delegado da PF, filmado e identificado, que quebrou equipamentos no mesmo acampamento, dia 4 passado, sofreu qualquer sanção.

 

Multitarefa

Em 2015, 88% dos brasileiros assistiam TV e navegam na internet ao mesmo tempo; três anos depois, o percentual subiu para 95%. O smartphone é o equipamento mais utilizado: liderava com 65%, pulou para 81%. Os dados são do Ibope Conecta. E lançam uma dúvida: estarão os telespectadores prestando atenção aos anúncios, ou pulam para a internet nos intervalos?

 

Rápidas

O ministro do Trabalho, Helton Yomura, abre nesta terça-feira o RH-Rio, congresso de gestão de pessoas realizado pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-RJ), no Windsor Oceânico, na Barra da Tijuca, reunindo executivos de empresas como TIM, Coca-Cola, GE Celma, IBM, SulAmérica, Vale, Santander, L’Oreal, entre outras. Detalhes em www.abrhrj.org.br *** Começa nesta terça e vai até dia o II Seminário Internacional – Histórias do Pós-Abolição no Mundo Atlântico, da FGV, que marca os 130 anos da abolição da escravidão no Brasil. A abertura do evento será feita pelo historiador norte-americano Thomas Holt, professor da Universidade de Chicago. Inscrições: http://posabolicao.wixsite.com/iiseminario *** Nesta quarta-feira, Nova Friburgo (RJ) celebrará dois séculos de história com uma extensa programação gratuita. Segundo a prefeitura, serão mais de 40 atrações durante maio, com shows musicais, exibição de filmes, corrida e desfile *** Nesta sexta-feira, o Caxias Shopping (RJ) terá show com Josh Mille, que fará um tributo a Michael Jackson *** A FGV Eesp realiza a partir desta terça-feira, às 10h, debate sobre os desafios do comércio internacional e as diretrizes para a política comercial brasileira *** Nelson Tomaz Braga, sócio-fundador do N. Tomaz Braga & Schuch Advogados, vai compor a comitiva do governo brasileiro que viajará no fim do mês para a 107ª Sessão da Conferência Internacional do Trabalho – OIT, em Genebra, na Suíça, entre 28 de maio e 8 de junho *** Os contratos de futuro em petróleo tendo o iuan como moeda, lançados em março, estão bombando.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Moeda chinesa na mira dos bancos centrais

Participação como reserva internacional ainda é baixa… por enquanto.

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.

Cem anos de Celso Furtado

A atualidade de um dos mais importantes intelectuais do planeta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Lei do Superendividamento favorece negociação e cobrança humanizada

Início das multas no contexto da Lei Geral de Proteção de Dados também deve frear a oferta de crédito a quem não pode pagar.

Mercado de fertilizantes especiais cresce 41,8% em 2020

Neste ano, a expectativa é de que o setor obtenha uma nova elevação de 24%.

Consumo nos setores de turismo e diversão cresce em junho no Rio

O consumo das classes C e D no Brasil recuou 5% em junho, depois de ter subido 8% em maio, de acordo com a...

População de países emergentes fica ainda mais pobre

Perda de renda foi 2x maior que nas nações ricas.

Pagamento indevidos: TCU encontra 11% de inconsistências no INSS

‘Falhas afetam a confiabilidade do banco de dados’ de benefícios previdenciários.