Classes C e D: 84% pretendem dar presentes no Dia dos Namorados

Preço e experiência de compra estão entre as maiores preferências dos brasileiros na compra de presente.

Pesquisa da Superdigital realizada entre 3 e 7 de junho, com 1.734 pessoas, apontou que o comércio brasileiro deve mostrar aquecimento com o Dia dos Namorados, comemorado em 12 de junho. Segundo o levantamento, 84% dos consumidores das classes C e D pretendem dar presentes nesta data. Na comparação com a pesquisa realizada em 2020, o número de intenção de compra é 5 pontos percentuais maior.

Do total de entrevistados, 35% pretendem gastar entre R$ 50 e R$ 100. Avaliando o comportamento do consumidor, 46% dos homens têm a intenção de gastar com itens acima de R$ 100, enquanto que 57% das mulheres pretendem gastar abaixo desse valor.

A pesquisa aponta também que 36% imaginam gastar o mesmo valor em comparação com o Dia das Mães. Em uma análise de perfil, homens são mais propensos a gastar mais (25%) e as mulheres menos (31%).

O item preferido para presentear ainda é o vestuário ou acessório para 39% dos entrevistados, seguido de perfumes (13%) e cestas de café da manhã (13%).

Neste ano, a pesquisa da Superdigital também perguntou como os namorados querem comemorar a data. Dos respondentes, 27% apontaram que vão pedir comida por delivery, sendo que esta opção é a preferida entre mulheres (31%). Do total, 17% pretendem ir a um hotel ou motel, serviço de preferência entre os homens (20%).

Na média, 58% disseram que vão comprar em lojas físicas. Os dados também mostram que as mulheres estão mais dispostas a comprar o presente pela internet, com 44% das intenções, contra 39% dos homens.

Já pesquisa realizada pela Adcolony e divulgada pela Adsmovil aponta que o preço é o principal critério a ser considerado (80%), seguidos pela experiência de compra (55%), conveniência (40%), segurança (33%) e melhor escolha (25%). Segundo o levantamento, 72% das pessoas ouvidas pretendem fazer compras online para o Dia dos Namorados. Dentre as alterações nas preferências de compra, 80% afirma que o preço é o principal critério a ser considerado, seguidos pela experiência de compra (55%), conveniência (40%), segurança (33%) e melhor escolha (25%).

O smartphone foi apontado por 67% dos entrevistados da pesquisa como o instrumento mais utilizado para a aquisição dos itens, seguido por um pouco de cada aparelho tecnológico (celular e computador) (15%), desktop (14%) e tablet (3%). A nível de importância, 52% das pessoas que responderam acreditam que o celular é muito importante para a realização das compras no Dia dos Namorados. Em contrapartida, outros entrevistados acham pouco importante (28%), normal (10%), não importante (8%) e não tão importante (2%).

Dentre as razões apontadas pelos entrevistados que pretendem fazer compras para o seu parceiro, 69% são persuadidos por anúncios para celular; 42% por visualizações online; 32% por informações completas; 24% por imagem da marca e 21% pela facilidade de utilizar o aplicativo para celular. Entre os persuadidos por anúncios no celular, 85% compraram presentes para outras pessoas através dos seus celulares por acesso direto nas propagandas. Além disso, o tempo é algo importante neste hábito, pois 75% afirma que comprar um produto online ou offline depois de alguns dias de ver um anúncio no celular; 15% no dia seguinte; 6% depois de um mês e 4% depois de uma semana.

A pesquisa indica, também, que 42% dos respondentes preferem realizar o pedido de forma online e retirar o presente para o Dia dos Namorados na loja física. Já 30% afirmam que ambas experiências devem ser realizadas por meio online e 28% tem preferência de realizar ambos processos na loja física. Considerando os que preferem a experiência virtual, 65% realizam via aplicativo, 21% via navegador do celular e 14% não tem preferência.

Entre os entrevistados no levantamento, 55% são mulheres e 45% homens. Já sobre a faixa etária, 37% dos ouvidos têm entre 16 e 24 anos; 28%, entre 25 e 34; 10%, entre 35 e 44; 15%, entre 45 e 54; e 10% mais de 55 anos.

Leia também:

Namorados: compras virtuais devem crescer 52% neste ano

Artigos Relacionados

Copom: ‘Retomada robusta da atividade’ no segundo semestre

Uma semana após a última reunião do Comitê de Política Econômica (Copom) que aumentou a taxa básica de juros, a Selic, em 0,75 ponto...

Urna eletrônica: TSE é acusado de ignorar a ciência

Ausência de um representante do Tribunal ao debate irritou deputados.

Comércio digital cresce e qualidade do emprego cai

Postos de trabalho precários são os mais criados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

CVM lança novo Sistema de Gestão de Fundos de Investimento

A partir de 5 de julho, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) irá disponibilizar o novo Sistema de Gestão de Fundos de Investimento (SGF)....

B3 acolhe novo fundo gerido pela XP Asset

Aconteceu nesta terça-feira, na B3, o toque de campainha para comemorar o lançamento de mais um ETF (Exchange-Traded Fund), que é um fundo de...

Airbus e chinesa AVIC fazem parceria

Um projeto de equipamento de fuselagem do Airbus A320 foi lançado em conjunto pela Airbus e pela Aviation Industry Corporation of China (AVIC) nesta...

BID lança guia para ajudar na emissão de títulos sustentáveis

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) lançou um guia para auxiliar e fomentar a emissão de títulos temáticos. O lançamento acontece por meio do...

Vivant lança lata comemorativa ao Dia Internacional do Orgulho LGBT

A lata estampa as cores do arco-íris e traduz o posicionamento da empresa sobre o respeito à diversidade.