30.1 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, janeiro 15, 2021

Codinome

Já que se considera um seguidor do ex-governador Mário Covas, Geraldo Alckmin deveria explicar ao distinto público por que Covas ficou conhecido em São Paulo como Mário Pedágio. Uma pista pode ser o fato de que, só para ir da capital paulista até a divisa com Mato Grosso do Sul, o motorista passa por 12 praças de pedágios, arcando com as salgadas tarifas.

Roboré
Os percalços da Petrobras na Bolívia começaram em 1958, quando foi impedida de explorar o território boliviano, pois se entendia, como hoje, que isso significaria submeter-se ao “imperialismo brasileiro”. A relação Brasil-Bolívia é tratada na tese Os Acordos de Roboré, que o pesquisador Ramon Casas Vilarino, doutorando do pós em Ciências Sociais da PUC-SP, defendeu nesta quarta-feira. A pesquisa aborda os acordos internacionais que desembocaram, 40 anos depois, na entrada da Petrobras em território boliviano e na construção do gasoduto entre os dois países.
A Bolívia, que além da exploração de suas riquezas teve mais da metade de seu território tomado por vizinhos, tinha nos acordos com o Brasil a esperança de aliar-se a um país que impedisse que novamente seu território fosse usurpado. Para tanto, seria necessário ligá-lo por ferrovia ou rodovia e oferecer um produto atrativo para o “gigante sul-americano”, que inibiria outros ataques à sua soberania.
O Brasil, no entanto, foi quem mais tirou da Bolívia em termos de território, e, desde 1996, com a Petrobras, conseguiu ampliar os negócios da estatal no exterior e auferir lucros com a exploração do petróleo e importação do gás boliviano.

Na ONU
O psicanalista Cláudio Eizirik, presidente da International Psychoanalytical Association (IPA) – fundada por Freud, o original , não o genérico petista – e membro da Associação Brasileira de Psicanálise (ABP) fala nesta quinta-feira sobre prevenção contra a violência na 61ª Assembléia Geral da ONU.

Área nobre
A gigantesca área ocupada pelo Gasômetro, próxima à rodoviária da capital fluminense, voltará ao controle do estado no ano que vem, quando acabar o processo de conversão das residências de gás manufaturado para gás natural. A governadora Rosinha Garotinho criou uma comissão – presidida pelo onipresente secretário de Energia, Wagner Victer, para estudar o destino que será dado ao terreno. O Gasômetro foi inaugurado em 1911 pelo grupo belga SAG (Société Anonyme du Gaz do Rio de Janeiro). Em 1915 era considerado o maior do mundo, com capacidade de fornecimento de 180 mil metros cúbicos de gás por dia.

Hotel
Palestra sobre Hotelaria no Rio será realizada nesta quinta-feira pelo Curso de Turismo da UniverCidade, dirigido pelo professor Bayard Boiteux. Começa às 9h30, no Teatro da Cidade (Avenida Epitácio Pessoa,1664). O painel terá intervenção de três hoteleiros cariocas: Angelo Vivacqua, diretor comercial da cadeia Luxor; Pedro Fortes, diretor do Hotel Internacional; e Ricardo Kawa, gerente geral do Othon Palace. Inscrições obrigatórias pelo e-mail eventur@univerCidade.br

Risco
Contra a proliferação de acidentes com gás nas residências, a Justiça. A funcionária pública carioca Carmen Margareth Barbosa Pereira receberá da Tecmil do Brasil Serviços Técnicos uma indenização de mais de 400 salários mínimos por danos morais e materiais. A determinação foi do juiz Álvaro Henrique Teixeira de Almeida, da 12ª Vara Cível, que considerou a empresa responsável pelo falecimento do filho de Margareth, de 18 anos, em agosto de 2000. A causa da morte foi intoxicação por monóxido de carbono. Segundo o advogado da família, João Tancredo, dois meses antes do fato, um técnico da Tecmil havia feito uma inspeção no aquecedor, afirmando não haver qualquer problema. A empresa recorreu da decisão.

Custo bancário
A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) discute os custos bancários nesta quinta-feira, no Hotel Intercontinental (SP). O Congresso Nacional de Custos Bancários reunirá Ilan Goldfajn, ex-diretor do Banco Central, e Joaquim Elói Cirne de Toledo, diretor de Gestão de Recursos de Terceiros da Nossa Caixa, entre outros.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.

Vendas no varejo surpreenderam negativamente

Surpresa foi tanto no quesito restrito (-0,1%) e no quesito ampliado (+0,6%).

Freio de arrumação

Sabe quando o ônibus está lotado e o motorista pisa fundo no freio? Logo abre espaço para mais gente entrar.

Lewandowski assume tarefa do ministro da Saúde

Supremo quer saber dos estados estoque real de agulhas e seringas.