Colonizados

O anúncio da construção de mais assentamentos na Cisjordânia, perpetrado por Israel durante a viagem do vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, àquele país, foi classificado como “atos de grosseiros” e “inaceitáveis” pela administração Barack Obama. Já os discursos impertinentes da direita e da extrema-direita israelense durante a visita do presidente Lula a Israel foram lidos por parte da imprensa tupiniquim, não como manifestações de grosseria e intolerância, mas de razões para o Brasil mudar os rumos da sua diplomacia independente. As reações antagônicas reafirmam as diferenças entre altivez e pensamento colonizado.

Melhor, mas não tanto
Em 2009, houve queda de 4,5% nos registros mundiais de patentes. O Brasil, porém, apresentou crescimento, de 1,7% em relação a 2008, totalizando 480 solicitações. O número nos coloca em quinto lugar entre os países em desenvolvimento, mas ainda muito distante da Coréia do Sul (8.066 pedidos) e China (7.946). Índia (761) e Cingapura (594) também superam o Brasil. Quando considerados os últimos cinco anos, o registro internacional de patentes feito por instituições brasileiras aumentou quase 75%. Os Estados Unidos tiveram uma queda de 11,4% comparado a 2008, apesar de ainda liderarem o ranking, com quase um terço dos depósitos solicitados no ano passado, 45.790.

EUA afundam
A crise mundial pode ajudar a explicar a monumental queda no registro de patentes pelos Estados Unidos no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) brasileiro. Em 2007 foram depositadas 951 patentes, frente a 6.794 em 2006. Movimento similar ocorreu com o Reino Unido: 242 pedidos depositados em 2007, ante 1.047 em 2006.

Para exportação
O Brasil mandou cinco representantes. participar da Franchise Expo Paris. As principais marcas internacionais estão reunidas para lançar ou desenvolver suas franquias. No setor de gastronomia, a Casa da Empada foi a única convidada. Segundo a proprietária da empresa, Cláudia Gonçalves, a marca vai ganhar visibilidade internacional, se preparando para uma expansão internacional.

Alô, Eduardo Paes!
Uma enorme árvore e grande quantidade de terra deslizaram na Rua Belizário Távora, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio, com as fortes chuvas dos últimos dias no Rio de Janeiro. O local tem triste história: em 1967, ocorreu uma das maiores tempestades na Cidade Maravilhosa, provocando uma das maiores tragédias do município, com um deslizamento de terra derrubando dois prédios de apartamentos, matando 124 pessoas. Uma grande obra de contenção foi feita na ocasião pela Geotécnica. Agora, chamada há cerca de uma semana, a Defesa Civil ainda não foi ao local. Os moradores esperam que não seja o próximo desabamento.

Turismo
O portal www.bayardboiteux.pro.br foi totalmente reformulado e, a partir de 29 próximo, começa a oferecer cursos e eventos presenciais e online.

Corp.
O documentário The Corporation será exibido nesta sexta na Faculdade Moraes Junior/MackenzieRio (Rua Buenos Aires – 6º andar – Centro), seguido de debate. O filme analisa temas como a exploração da mão-de-obra barata no Terceiro Mundo, a devastação do meio ambiente e o papel das grandes corporações no mundo atual, com entrevistas inéditas dos presidentes de Nike, Shell e IBM, além de nomes como Noam Chomsky, Milton Friedman e Michael Moore. A entrada é franca.

País do futebol
Encerram-se no próximo dia 29 as inscrições para o curso de extensão “A Invenção do País do Futebol: Copas do Mundo, Jornalismo Esportivo e Identidade Nacional”, que será realizado na Uerj. Coordenado pelo professor Ronaldo Helal, o curso visa a debater a construção simbólica do Brasil como país do futebol e o papel da imprensa esportiva na elaboração da identidade nacional, principalmente em períodos de Copa do Mundo. Outras informações pelos telefones: 2334-0300 e 2334-0639.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDesperdício
Próximo artigoVade retro

Artigos Relacionados

Commodities voltam a subir e ameaçam inflação

Brasil dependerá, mais que nunca, do comportamento do real frente ao dólar.

Rio manda R$ 2,4 tri para União e só recebe R$ 171 milhões

Estado é um dos mais prejudicados da Federação.

Não, a Petrobras não quebrou

Na época em que os preços dos combustíveis não eram descontrolados, caixa da estatal era superior ao atual.

Últimas Notícias

Valor da internet em Portugal está mais barato

Dados recentes do Eurostat, Serviço de Estatística da União Europeia, referentes a dezembro de 2021, mostra que Portugal lidera na descida de preços dos...

Modal finaliza aquisição da integralidade do banco digital LiveOn

O Modal, banco de investimento, fechou a aquisição de 100% da infratech LiveOn, operação divulgada em outubro de 2021, e só agora aprovada pelo...

Fitch afirma IDRs BB’ e rating nacional ‘AAA do Itaú Unibanco

A Fitch Ratings afirmou nesta segunda-feira os IDRs (Issuer Default Ratings - Ratings de Inadimplência do Emissor) de Longo Prazo em Moedas Estrangeira e...

Balança comercial registra déficit de US$ 117 milhões

A corrente de comércio (soma de exportações e importações) brasileira cresceu 28% e fechou a terceira semana de janeiro em US$ 28,91 bilhões. Os...

Subida de juros assusta investidores

A segunda-feira (24) foi marcada como um dia de aversão a risco com fortes quedas nas bolsas internacionais, observou Jansen Costa, sócio-fundador da Fatorial...