Com pandemia, PIB encolheu 1,5% no primeiro trimestre

Dado, já esperado, registrou uma retração de 1,5% comparado ao último trimestre de 2019 e um recuo de 0,3% no comparativo anual.

Opinião do Analista / 13:09 - 29 de mai de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na manhã desta sexta-feira o Produto Interno Bruto do primeiro trimestre deste ano. Como esperado, o dado registrou uma retração de 1,5% comparado ao último trimestre de 2019 e um recuo de 0,3% no comparativo anual.

De acordo com o IBGE, os setores que mais recuaram no período foram o de serviços, com -1,6% e representa 74% do PIB e o da indústria com um recuo de -1,4%, ambos comparados ao trimestre anterior. O destaque positivo ficou apenas para o setor agropecuário que cresceu 0,6%.

Claramente, se observa que o resultado representa a desaceleração do nível de crescimento previsto para o ano, mas ainda não reflete na totalidade do impacto da pandemia de Covid-19. Um bom exemplo disso é a projeção do Banco Central divulgada no último relatório Focus, que registrou um recuo de -5,89% para este ano. Se levarmos em consideração o recuo de 0,3% ao ano registrado no primeiro trimestre, vemos que ainda há muito espaço para piorar nos próximos trimestres.

Ao mesmo tempo que os próximos dados devem confirmar a piora no cenário, aos poucos vamos passando pelo pico da pandemia por todo país. Isso torna possível que, caso não tenhamos uma nova onda de contágio, seja possível que o PIB volte ao campo positivo ainda no final do final do segundo semestre.

.

Ernani Reis

Analista da Capital Research

www.capitalresearch.com.br

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor