Combustíveis devem levar IPCA-15 a 1,2%

Recuo da inflação só no início do ano que vem.

Será divulgado nesta quinta-feira o IPCA-15 referente a novembro. Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa Investimentos, calcula alta de 1,20% no índice, enquanto a mediana do mercado prevê elevação um pouco menor, de 1,12%.

“Nossa projeção contempla novamente uma forte alta no grupo de Transportes. Dentro do grupo, esperamos expressiva contribuição dos combustíveis, sendo Gasolina (+6%) e Etanol (+5,5%) os possíveis protagonistas. Em contrapartida, nossas estimativas contam com recuo de 7% em Passagens Aéreas, subitem cuja variação praticamente se repete do IPCA-15 para o IPCA ‘fechado’ do mesmo mês”, analisa Sanchez.

A dinâmica dos núcleos deverá permanecer ascendente, com a média atingindo 7,1%, vindo de 6,8%. A potencial desaceleração dos núcleos deverá começar apenas no início do ano que vem, projeta o economista da Ativa. “Estimamos alta de 1,17% para o IPCA fechado de dezembro e alta de 10,2% no ano. Em 2022, projetamos elevação de 4,5%.”

Leia também:

Vacinação ajuda mas preços altos e falta de insumos travam economia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Índice de Preços ao Produtor (IPP) sobe 1,83% em maio

Das 24 atividades analisadas, 21 tiveram alta de preços

Pedidos de empréstimos recuam e cartão continua vilão

Segmento teve queda de 8,3% no mês de maio.

Estados reduzem ICMS, mas dólar pode elevar combustíveis

Ao menos 11 governos anunciaram queda do imposto.

Últimas Notícias

Ford Brasil: Centro global de exportação de serviços de engenharia

Projetos de ponta voltados ao futuro da mobilidade, como veículos elétricos, autônomos e conectados. 

Senado vai analisar vetos na Lei Aldir Blanc

Existe uma fila de 36 vetos aguardando votação dos senadores e deputados

Caixa: desconto de até 44% para regularizar penhor em atraso

As unidades com serviço de penhor disponível podem ser consultadas no site da Caixa

Índice de Preços ao Produtor (IPP) sobe 1,83% em maio

Das 24 atividades analisadas, 21 tiveram alta de preços

Acqio inclui transações via Pix em suas soluções de pagamento

Em abril os pagamentos feitos via Pix atingiram a marca histórica de 11,5%, no comércio eletrônico