Comerciários do Rio terão reajuste salarial de 5%

Haverá reajuste adicional, não cumulativo, de 2,5% entre maio e setembro.

O Sindicato dos Lojistas do Comércio do Município do Rio de Janeiro (SindilojasRio) e o Sindicato dos Empregados no Comércio (SECRJ) firmaram a nova Convenção Coletiva de Reajuste Salarial dos Comerciários do Rio.

O reajuste definido foi de 5% sobre os salários de maio/2020, válido a partir de outubro/2021. E haverá ainda reajuste de 2,5% sobre os salários de maio/2020, retroativo ao período compreendido entre maio e setembro/2021. Os referidos índices não são cumulativos. As diferenças salariais referentes ao período de maio a setembro de 2021 poderão ser pagas até a folha do mês de novembro/2021.

As negociações foram iniciadas em junho e encerradas nesta quinta-feira (16). Também foram assinadas as convenções de Banco de Horas, Tempo Parcial e Prazo Determinado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Reeleição: Castro confirma Washington Reis como vice

Participaram da reunião Flávio Bolsonaro, Valdemar Costa Neto, Romário e o deputado federal Baleia Rossi, presidente nacional do MDB.

Alerj: Light e Enel tiveram 1.722 reclamações na Codecon em um ano

Principais demandas foram sobre aumento do valor das tarifas na conta de luz.

Gabriel Monteiro presta depoimento na Câmara do Rio

Para Chico Alencar (PSoL), relator do caso, ' há várias contradições nos relatos colhidos.'

Últimas Notícias

Setor de energia é um dos alvos preferidos de hackers

Mais de 60% de todos os ataques foram de phishing; organizações criminosas de hackers são ameaça às infraestruturas críticas do Brasil.

Países árabes planejam expansão de energia limpa

Omã, Marrocos, Argélia e Kuwait estão entre os que têm planos mais ambiciosos.

‘Governo não apenas poderia, como deveria intervir na Petrobras’

Para especialista, Governo Federal deveria estar mais atuante para combater os preços abusivos dos combustíveis em toda a cadeia.

Exterior cauteloso pode prejudicar negócios locais

Índices futuros acionários em Nova Iorque operam em queda significante: temores relacionados a uma possível recessão nos EUA.

Marrocos quer se desenvolver como polo de tecnologia

Setor digital emprega 120 mil pessoas no país; país tem investido em acordos e memorandos para aumentar investimento na área.