Comércio do Centro do Rio registra mais um ano de prejuízo

Sujeira, camelôs, violência, falta de estacionamento, de iluminação e aumento de moradores de rua afastaram consumidores, diz CDL-Rio.

Rio de Janeiro / 12:27 - 5 de mar de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O comércio do Centro do Rio registrou prejuízo em 2019, repetindo o mesmo desempenho negativo de 2018, segundo dados do Centro de Estudos do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDL-Rio). Os números mostram que comparando 2019 (janeiro/dezembro) com o mesmo período do ano de 2018 as lojas do Centro venderam menos 4,5%. No ano passado (janeiro/dezembro) mais de 250 lojas fecharam suas portas na "Cidade".

De acordo com os lojistas, além da difícil situação econômica (com desemprego e a consequente queda da renda) as principais causas desse baixo desempenho foram a sujeira, camelôs, violência, falta de estacionamento e de iluminação e aumento de moradores de rua que afastaram os consumidores das compras no Centro da Cidade.

Segundo Aldo Gonçalves, presidente do CDL-Rio, o clube tem feito várias sugestões junto à Prefeitura e a todos os atores envolvidos no sentido de buscar soluções para esses problemas que afetam diretamente o comércio.

"Isso poderia amenizar - e até evitar - o prejuízo dos lojistas do Centro e o fechamento de lojas."

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor