Comércio exterior não petrolífero de Abu Dhabi cresceu 8%

No ano anterior, as trocas comerciais atingiram 260,4 bilhões de dirhams (US$ 70,9 bilhões)

191
Dirham, dinheiro dos Emirados Árabes Unidos (Foto: Z. Chizzerz/Freeimages)
Dirham, dinheiro dos Emirados Árabes Unidos (Foto: Z. Chizzerz/Freeimages)

O comércio exterior não petrolífero de Abu Dhabi, a capital dos Emirados Árabes Unidos, cresceu 8% em 2023 sobre 2022, de acordo com dados divulgados na última sexta-feira pela Abu Dhabi Customs. O valor total das entradas e saídas de mercadorias somou 281,9 bilhões de dirhams (o equivalente a US$ 76,5 bilhões) em 2023. No ano anterior, as trocas comerciais atingiram 260,4 bilhões de dirhams (US$ 70,9 bilhões).

Segundo os dados do órgão aduaneiro, as compras cresceram 19% e atingiram 136,4 bilhões de dirhams (US$ 37,1 bilhões) na comparação de 2023 com 2022. Já as reexportações, que ocorrem quando um produto não fica definitivamente no país, somaram 52,3 bilhões de dirhams (US$ 14,2 bilhões) em 2023, em alta de 11% sobre 2022.

O diretor-geral da Administração Geral da Abu Dhabi Customs, Lahej Al Mansoori, atribuiu o crescimento nos números de comércio exterior à expansão econômica do emirado a todos os setores e a iniciativas adotadas pelo país, os Emirados Árabes Unidos, que ampliam a sua competitividade no mercado global.

O diretor-geral interino do Centro de Estatísticas de Abu Dhabi, Abdulla Gharib Al Qemzi, observou ainda que esse crescimento no fluxo comercial do emirado ocorreu a partir dos seus portos e também destacou a diversificação da economia.

Espaço Publicitáriocnseg

“Com a aceleração do crescimento das atividades não petrolíferas e com o apoio de uma grande infraestrutura, a posição econômica de Abu Dhabi em escala global se solidifica ainda mais”, afirmou em comunicado da Abu Dhabi Customs.

Agência de Notícias Brasil-Árabe

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui