Commodities voltam a subir e ameaçam inflação

Brasil dependerá, mais que nunca, do comportamento do real frente ao dólar.

A alta nos preços das commodities mantém a pressão sobre os preços, prolongando a expectativa de redução da inflação global. No caso do Brasil, o câmbio será um fator decisivo para o impacto da elevação nos preços internos. A análise é do banco Inter no documento “Commodities e Inflação”.

Segundo o texto, “após a contração nos preços das commodities observada nos mercados internacionais desde a segunda metade de 2021, em 2022 o cenário reverte, e o que temos observado é uma retomada nos preços, em especial com maior demanda vinda da China pré feriado do Ano Novo, enquanto oferta segue limitada por sazonalidade, como período chuvoso a exemplo do Brasil, e suspensão de atividades por conta ou de explosão de casos de Covid ou greves mundo afora”.

No Brasil, a prévia do IGPM de janeiro mostra que os preços ao produtor voltaram a subir e “podem refletir em novas altas ao consumidor, principalmente nos grupos de alimentos e combustíveis”. Por outro lado, “a recente valorização do real, finalmente voltando a mostrar a correlação histórica com os preços das commodities no mercado global, tende a aliviar essa pressão, algo que não aconteceu nos últimos 12 meses. No entanto, segue como ponto de atenção para o cenário de desaceleração da inflação, e a expectativa que os choques de oferta se dissipem pode se prolongar. Ainda assim, considerando o já elevado patamar das cotações, os reajustes serão de magnitude bem menor. Enquanto o índice de commodities subiu 40% em 2021, a alta em janeiro é de 7%”, finaliza o Inter.

 

Rumo ao zero

A Americanas S/A acaba de receber o selo “eureciclo”. Inicialmente, o selo virá nas embalagens de mais de 80 produtos da Leven, marca própria da companhia. A iniciativa garante a reciclagem de mais de 10 toneladas de plástico, em adequação à Política Nacional de Resíduos Sólidos – cerca de 22% da massa de embalagens colocadas no mercado pela companhia em 2020.

A empresa está atuando para a certificação das demais marcas próprias. Atualmente, são 27 marcas exclusivas em seu catálogo. A ação é mais um passo da companhia para cumprir a meta de se tornar NetZero até 2025.

 

Rápidas

A Associação Comercial do Rio (ACRJ) realizará o “Seminário Internacional Agenda 2030: Direito e Desenvolvimento Sustentável”, no próximo dia 4, às 10h, com Humberto Mota Filho, Vanessa Cerqueira de Carvalho e José Francisco Lumango. Será lançado o livro Agenda 2030: Direito e Desenvolvimento Sustentável. Informações: (21) 2514-1203 *** A agência de comunicação Alpes Mídia, que cresceu 30% no último ano, tem expectativas para 2022, com planejamento de uma possível filial na Europa *** Julio Monteiro, CEO da Rede Megamatte e professor da FGV, dá início em 1º de fevereiro ao “Gerando Insights”, série de lives em seu perfil no Instagram (@jmonteiromega) com especialistas de diversas áreas *** A Associação Brasileira de Bancos lamenta o falecimento de José Carlos Jacintho de Campos, que esteve à frente da presidência da ABBC por dois mandatos no final dos anos 1980 e início dos 90.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Montadoras não vieram; demissões, sim

Promessas de Doria e Bolsonaro para fábrica da Ford não passaram de conversa para gado dormir.

Modelo de espaçonave de Star Wars

Oferta de outros itens de cinema, televisão e quadrinhos.

‘O trem atrasou meia hora’

‘Trago aqui um memorando da Central’... bons tempos.

Últimas Notícias

Quatro em 10 brasileiros pretendem pedir crédito nos próximos 90 dias

Intenção atingiu maior patamar desde junho de 2021; dívidas são o principal motivo.

Healthtechs e edtechs rivalizam com fintechs por investidores

Startups de saúde e de educação se aproximam das empresas de tecnologia financeira na disputa pelos aportes

Mercados dão continuidade a movimento negativo visto desde ontem

Bolsas e commodities cedem, enquanto as curvas de juros dão um alívio; moedas são a exceção e avançam contra o dólar.

Conab aponta para safra de café em 53,4 milhões de sacas

Nos quatro primeiros meses, país já exportou 14,1 milhões de sacas de 60 kg; volume é 10,8% menor que o exportado em igual período de 2021.

Em caso de novo ataque hacker, 80% das empresas pagariam resgate

Senhas: sequências numéricas simples ainda são motivo de ataques cibernéticos.