Como os mercados de ações respondem às agitações sociais

Países com regimes mais autoritários têm perdas de 2% em 3 dias e 4% no mês seguinte.

“O que acontece com os mercados de ações quando a agitação social – como protestos em massa e revoltas – ocorre? Os investidores ficam assustados com a desordem? Ou são estimulados pela perspectiva de uma mudança popular positiva em resposta à inquietação?” A pergunta foi feita pelos economistas Philip Barrett e Sophia Chen, do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Usando um conjunto de dados de 156 eventos de agitação social entre 2011 e 2020, eles descobriram que, em países com instituições mais abertas e democráticas, os eventos de agitação social têm um impacto insignificante no mercado de ações. “Mas em países com regimes mais autoritários, o efeito é grande e negativo: em média, os retornos do mercado de ações caem 2% em 3 dias e cerca de 4% no mês seguinte.”

Por exemplo, os mercados de ações na França permaneceram praticamente imóveis nos dias após o início dos protestos dos Coletes Amarelos no final de 2018.

Os autores verificaram outros fatores que podem estar correlacionados com o grau de autoritarismo institucional, incluindo a gravidade da agitação e o nível de renda do país. Das seis medidas de instituições sociais e políticas que formam os Indicadores de Governança do Banco Mundial, dois fatores desempenham um papel crucial na mitigação das reações negativas do mercado de ações aos eventos de agitação social: a participação popular no governo e a capacidade do governo de regular os mercados de forma a promover o desenvolvimento do setor privado.

“Que tipo de comportamento do investidor pode explicar esses padrões?”, questionam. “Uma pista vem do volume de ações negociadas, que aumenta drasticamente após um evento de agitação severa. À medida que mais negociações ocorrem quando os investidores discordam sobre o valor de um ativo, um volume maior de negociação normalmente reflete mais incerteza sobre as perspectivas. Esse resultado sugere que a agitação social afeta os retornos do mercado de ações por meio de um canal indireto de informação, e não por meio de uma interrupção direta da atividade econômica.”

Juntos, esses resultados implicam que, em países com altos padrões de governança, a agitação social não leva a mais desacordos e incertezas sobre o desempenho econômico futuro. Isso talvez reflita a capacidade de instituições mais abertas de reconciliar opiniões divergentes e encontrar compromissos.

Leia também:

Três perguntas: o mercado brasileiro de fintechs

Artigos Relacionados

B3 acolhe novo fundo gerido pela XP Asset

Aconteceu nesta terça-feira, na B3, o toque de campainha para comemorar o lançamento de mais um ETF (Exchange-Traded Fund), que é um fundo de...

Queda do bitcoin era um movimento esperado

A criptomoeda bitcoin teve uma queda abrupta e se aproximou de US$ 34 mil nesta terça-feira, pela primeira vez em cinco meses. O recuo...

TCU: Ferrovia Malha Oeste não presta serviço adequado

Falhas na fiscalização da ANTT permitiram degradação da linha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

CVM lança novo Sistema de Gestão de Fundos de Investimento

A partir de 5 de julho, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) irá disponibilizar o novo Sistema de Gestão de Fundos de Investimento (SGF)....

B3 acolhe novo fundo gerido pela XP Asset

Aconteceu nesta terça-feira, na B3, o toque de campainha para comemorar o lançamento de mais um ETF (Exchange-Traded Fund), que é um fundo de...

Airbus e chinesa AVIC fazem parceria

Um projeto de equipamento de fuselagem do Airbus A320 foi lançado em conjunto pela Airbus e pela Aviation Industry Corporation of China (AVIC) nesta...

BID lança guia para ajudar na emissão de títulos sustentáveis

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) lançou um guia para auxiliar e fomentar a emissão de títulos temáticos. O lançamento acontece por meio do...

Vivant lança lata comemorativa ao Dia Internacional do Orgulho LGBT

A lata estampa as cores do arco-íris e traduz o posicionamento da empresa sobre o respeito à diversidade.