Como transformar demonstrativo de lucros e perdas em inovação

Por Marcelo Nicolau.

(deletar) Últimos Artigos (sem foto), Opinião / 15:35 - 25 de set de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

É esperado buscar novas oportunidades de inovação para um negócio fora do ambiente da empresa. Nenhuma novidade até aí. Mas não se pode esquecer que, juntamente com a necessidade do usuário e a tecnologia correta para isso, é vital a nova solução ser financeiramente viável. Para isso, o P&L – sigla de Profit and Loss Statement ou, na tradução, demonstrativo de lucros e perdas – possui papel fundamental para fazer a análise da saúde financeira do empreendimento. Está aí o tripé para inovações de sucesso.

Pode parecer que o P&L nada tenha a ver com inovação. Mas o fato é que ele pode ajudar muito mais na pavimentação do caminho de qualquer empresa para o sucesso do que se imagina. Trata-se de uma fonte inesgotável de informações e insights para o desenvolvimento de novos modelos de negócio ou propostas de valor mais arrojadas.

Há, pelo menos, três formas de ampliar as funcionalidades de um P&L tradicional que podem gerar hipóteses além das previsíveis. Confira:

 

# Receita Bruta

É o valor faturado pela venda de produtos e serviços em um determinado período. Apesar de inúmeros motivos contribuírem para a estagnação ou queda do faturamento de um negócio, muitas vezes, esse fato denota uma fragilidade em alguns pilares de inovação. Isso pode representar uma oportunidade para mudanças.

Questionamentos e oportunidades a serem considerados nesses casos:

– Que novas ofertas podem ser criadas e comercializadas para o segmento de usuários atual?

Como ajustar ou criar atributos para resolver a dor dos usuários de forma mais rápida, barata e efetiva?

Que novos formatos de canais podem ser explorados e dominados para o produto / serviço?

 

# Custo do Produto / Serviço Vendido

Como o próprio nome diz CPV / CSV é a soma dos valores diretos gastos para a produção de uma determinada oferta. É um indicador que atinge diretamente a margem bruta de um negócio. Sendo assim, quanto mais soluções ou alternativas existirem para reduzir esse valor, maior será a competitividade e saúde financeira de um modelo.

Oportunidades de inovação a serem consideradas em negócios ou mercados envolvendo altos custos:

Como expandir para novos mercados como forma de aumentar volume de vendas e diminuir o custo por unidade?

Qual a maneira de implementar sistemas de produção sob demanda para diminuir os custos com a estocagem de produtos?

De que forma utilizar a inteligência artificial para a realização de modelos preditivos que possam otimizar a precificação, nível de produção e necessidades de mão de obra?

 

# Despesas Operacionais

As Despesas Operacionais (OPEX) se referem aos gastos necessários para manter o negócio em funcionamento. O valor das OPEX de uma empresa afeta diretamente sua margem líquida. Portanto, reduzir essas despesas ou mantê-las abaixo da média do mercado contribui para aumentar o retorno do negócio, sua saúde financeira e capacidade de caixa para novos investimentos.

Questionamentos que podem ser feitos para gerar oportunidades de reduzir custos ou para criar um novo modelo mais competitivo no mercado:

De que forma padronizar recursos, práticas e informações que permitam realizar o trabalho com menos?

É possível integrar os recursos e aplicações tecnológicas de forma a aumentar as eficiências internas?

Como terceirizar funções não-estratégicas a fornecedores que atuem de forma mais competitiva?

 

Esses são alguns exemplos de como identificar oportunidades de inovação por meio da análise de um P&L. Seja criando modelos de negócio ou aperfeiçoando modelos existentes, empreendedores e áreas de inovação de empresas podem se beneficiar muito ao buscar oportunidades “olhando para dentro” enquanto o restante do mercado está somente “olhando para a fora”.

Marcelo Nicolau

Sócio-diretor da Play Studio.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor