Confederações de tiro e taekwondo são investigadas por suposto desvios de recursos públicos

Conjuntura / 08:01 - 24 de ago de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

  A Polícia Federal cumpre hoje (24) mandados judiciais em uma investigação sobre desvios de recursos públicos cedidos a confederações esportivas. A Operação Nemeus cumpre um mandado de prisão preventiva, quatro de condução coercitiva e oito de busca e apreensão, nas confederações brasileiras de Tiro Esportivo e Taekwondo. A operação conta com o apoio do Ministério Público Federal e da Controladoria Geral da União. Além disso, há uma notificação judicial de afastamento do presidente da Confederação de Taekwondo. Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Manaus e Caxias do Sul. Segundo a Polícia Federal, pessoas dentro das confederações vêm desviando recursos cedidos pelo Ministério do Esporte, por meio de convênios. Os policiais investigam fraudes em licitações com o uso de documentos falsos, a fim de realizar contratações e aquisições por preços muito acima do mercado.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor