32.4 C
Rio de Janeiro
sábado, janeiro 23, 2021

Congresso define vacinação como prioridade contra pandemia

O plano de vacinação contra a Covid-19 é a prioridade do Congresso Nacional, e essa medida deve ser baseada em critérios técnicos e não de cunho político. A defesa consta do relatório final da comissão mista que acompanhou as medidas de enfrentamento à pandemia.

O documento foi entregue ao presidente Jair Bolsonaro pelo presidente da comissão, senador Confúcio Moura (MDB-RO), na tarde desta quarta-feira. O relatório, aprovado em dezembro, contém recomendações em seis áreas essenciais: saúde, economia, educação, cidadania, sistema financeiro e crédito e fiscalização.

Em entrevista à Rádio Senado, Confúcio Moura disse que a recuperação da economia depende inteiramente do desempenho da campanha de imunização. “A vacinação é a grande esperança. A população brasileira está confinada há muito tempo, isso vai causando um desgaste emocional muito grande e a imunização traz uma luz no fim do túnel. Não é só o objetivo da imunização das pessoas. O principal é evitar mortes, mas, por outro lado, ele tem o papel no desenvolvimento econômico. A vacinação em massa induz a um crescimento econômico e gera confiança no mercado. Tudo consequentemente vai melhorando”, afirmou o senador.

Na reunião que aprovou o relatório, em dezembro, Francisco Junior havia destacado que as atividades da comissão poderiam ser retomadas em 2021, havendo prorrogação do estado de calamidade pública. Vários senadores já se manifestaram favoravelmente à prorrogação da vigência do estado de calamidade.

Leia mais:

Empresários cobram início da vacinação, e governo desconversa

Saúde vai buscar na Índia vacina para Bolsonaro chamar de sua

Artigos Relacionados

Indústria rejeita retrocesso à jurássica lógica colonialista

Entidades criticam 'visão rasa' de que Brasil deveria se concentrar na agroindústria.

Reajuste salarial no Brasil ficou abaixo da inflação

Em dezembro, o reajuste salarial no Brasil ficou abaixo da inflação (-0,9%). É o que revela o boletim Salariômetro, divulgado nesta sexta-feira pela Fundação...

Proposta do governo é armadilha para caminhoneiros

Categoria ameaça parar dia 1º, o que poderia afetar distribuição de vacinas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.

Primeira prévia dos PMI’s e avanço da Covid-19

Bolsa brasileira sucumbe ao terceiro dia de queda, mediante aos temores fiscais.

Exterior em baixa

Queda acontece em meio às preocupações com problemas para obtenções de vacinas.

Más notícias persistem

Petróleo negociado em NY mostrava queda de 2,60% (afetando a Petrobras), com o barril cotado a US$ 51,75.

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.