Consumo de games beira US$ 1 bilhão na Arábia Saudita

Consultoria estima aumento significativo nas compras de jogos eletrônicos no mercado do país até 2030.

A Arábia Saudita quer assumir um papel de liderança na indústria de games e de jogos esportivos eletrônicos, impulsionada por seu alto consumo no segmento. De acordo com notícia publicada no site do jornal Arab News, com base em um relatório do Boston Consulting Group (BCG), as compras no mercado saudita na área ficaram em US$ 959 milhões em 2020 e devem chegar a US$ 6,8 bilhões até 2030.

O estudo estima uma taxa média anual de crescimento de 22% para o consumo de jogos saudita nos próximos anos.

“Apesar do reino ser um participante relativamente recente no setor, essa indústria é vibrante e de rápido crescimento”, disse o sócio do BCG, Povilas Joniskis.

Joniskis afirmou que jogadores apaixonados impulsionam o crescimento e a popularidade dos games no país. Ele aposta que essas pessoas encarem carreiras na área em tempo integral e se envolvam no cenário internacional. O relatório aponta que a Arábia Saudita tem 23,5 milhões de entusiastas de jogos, que representa 67% da população.

Apesar do potencial de crescimento, o país árabe está em estágio inicial no setor em comparação com outros mercados internacionais, segundo o levantamento. A BCG aponta como entraves a falta de financiamento para competidores se dedicarem aos jogos em tempo integral, a ausência de disputas locais e caminhos para a profissionalização, além de estigmas associados à carreira em games e e-sports.

 

Agência de Notícias Brasil-Árabe

Leia também:

Brasileiros tiveram o menor gasto no exterior desde 2005

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Votação sobre cobrança de mensalidade em universidade pública é adiada

CCJ decidiu fazer uma audiência pública sobre a PEC 206.

Taxação de refrigerantes é aprovada em comissão do Senado

Senadores querem aumentar a taxação como forma de combater obesidade infantil e diabetes.

Faetec: aluno não quer militarização. Quer valorização do modelo atual

Alerj estuda levar debate às escolas.

Últimas Notícias

Solidus Aitech arrecadou mais de US$ 10,5 mi de fundos com tokens

Serviço de computação de alto desempenho (HPC) quer 'democratizar a IA'.

Pão pita tradicional poderá ser feito em escala industrial

Novo sistema é capaz de produzir até 1.000 quilos/hora de pita.

Policiamento reforçado em terreiros de umbanda e candomblé de Itaboraí

Terreiros foram ameaçados por pastor evangélico em show gospel.

Rodoviária do Rio inicia a 24ª Campanha do Agasalho

Desde a 1ª edição, em 1999, quase 1 milhão de peças já foram doadas.

Votação sobre cobrança de mensalidade em universidade pública é adiada

CCJ decidiu fazer uma audiência pública sobre a PEC 206.