A conta não fecha

O relato, de um amigo de Brasília, não se trata de um caso isolado. Ajuda a compreender por que a saúde no Brasil está ficando cada vez mais cara, e os planos de saúde, cada vez mais distantes da classe média e das empresas de pequeno e médio portes. A história começa com o filho de um colega desse amigo, que ficara internado por algum tempo internado e acabou morrendo. O hospital apresentou a conta, mais de R$ 400 mil. O falecido não tinha plano de saúde. Com a colaboração de médicos de uma empresa da área, passaram um “pente-fino” na conta. Glosaram horrores. Havia uma injeção, de altíssimo preço, de alta eficácia, mas que só pode ser aplicada a cada dois dias. Pois bem, na fatura do hospital a injeção aparecia sendo aplicada diversas vezes em um dia. A fatura foi renegociada para R$ 180 mil, menos da metade do valor apresentado.

Muitos já devem ter passado por situações semelhantes. Nem todos têm a chance de poder auditar o que é cobrado. Estranho mesmo são os planos e seguradoras de saúde aceitarem valores irreais, que não podem receber outro nome que não fraude. Tudo acaba sendo despejado na cabeça do consumidor – com o repasse da “sinistralidade”. Mas o sistema fica inviável. A ponto de o presidente de uma das maiores seguradoras do ramo ter decretado que o seguro saúde, do jeito que está, não resiste mais quatro anos.

Show do milionário

Em São Paulo, o prefeito João Doria transformou o programa Nota Fiscal Paulistana em “Nota do Milhão”. Em vez de sortear diversos prêmios de baixo valor entre aqueles que pedem nota fiscal de serviços, vai dar R$ 1 milhão para um deles todos os meses. A meta é aumentar a arrecadação em R$ 200 milhões ao ano. O que a prefeitura não divulga é que, antes, eram distribuídos prêmios que somavam R$ 1,6 milhão. Feitas as contas, Doria vai tirar R$ 600 mil por mês do contribuinte com a promessa de torná-lo milionário.

Popular

Sejam bem-vindos ao meu blog pessoal no WeChat”. O cumprimento, em chinês, veio de Bill Gates, o cofundador e ex-presidente da Microsoft, que dia 11 passado ingressou na plataforma de mídia social mais popular da China. Um vídeo de 30 segundos publicado pelo magnata de negócios totalizou mais de 100 mil leituras logo após a publicação.

Figuras influentes internacionais, tais como o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, e CEO da Apple, Tim Cook, assim como organizações mundiais, como as Nações Unidas e o FMI, também estão presentes no Sina Weibo e outras mídias sociais chinesas.

De todos os portais de mídia social global, o QQ, programa gratuito de mensagens instantâneas da Tecent, e o WeChat ocupam o terceiro e o sexto lugar, respetivamente, em termos de usuários ativos mensais, segundo relatório anual de 2016 sobre mídia social e tendências digitais de uma consultoria de marketing.

O WeChat já tem versão em português.

Avanço

A Secretaria de Patrimônio da União (SPU) cometeu erros graves ao realizar demarcações de terrenos de marinha em todo o país, aponta o Manifesto de Florianópolis, documento produzido durante o primeiro seminário nacional sobre o tema, realizado na Ilha de Santa Catarina em dezembro. O manifesto só foi divulgado agora.

Entre os pontos criticados estão incorreções nas medições feitas pela SPU, o uso de imagens aéreas em escalas inadequadas para definir a linha da preamar de 1831 e a desconsideração do aumento do nível do mar. Isto, de forma geral, implica avanço da faixa de terrenos de marinha sobre os imóveis alodiais (livres de foros, vínculos e outros ônus).

Participaram do encontro o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confrea), representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SC), cientistas e pesquisadores, entre outros.

Rápidas

A Abimaq realiza a oficina “Preparando a Retomada do Crescimento”, nesta terça-feira, em sua sede. De acordo com José Velloso, presidente-executivo da entidade, a ideia é trazer grandes consumidores de máquinas e equipamentos para apresentarem suas demandas. A primeira é a GE. Informações pelo telefone (11) 5582-6482 ou e-mail marcia.azevedo@abimaq.org.br *** João Gabriel Chebante, CEO da Chebante Brand Strategy, fará palestra nesta segunda-feira sobre “Inteligência de mercado 2017 e além: Como gerir a estratégia do seu negócio em tempos de startups”. O evento faz parte de uma série de palestras curtas com professores da ESPM, que acontecem no Shopping Vila Olímpia, em São Paulo *** A THNK, escola de liderança criativa de Amsterdã, anuncia que estão abertas as inscrições para o Global Creative Leadership Program. O curso será realizado pela Polifonia, representante no Brasil. Informações: thnk@polifonia.com.br

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Cortes poupam petroleiras e ‘bolsa refrigerante’

Para liberar auxílio emergencial, governo prejudica setores essenciais.

Inflação e PIB expõem falácia do Teto dos Gastos

‘Faz sentido?’, pergunta Paulo Rabello. ‘Claro que não’.

Mirem-se nos exemplos da Shell e da Exxon

Petrobras é fundamental para o desenvolvimento brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Investimento chinês em pesquisa aumentará 7% ao ano até 2025

País divulga 14º Plano Quinquenal; desde 1953, PIB cresceu 1.232 vezes.

FMI: orçamento deve atender direitos das mulheres

No Egito, por exemplo, houve mais recursos para serviços públicos de creche.

Planos registram maior número de beneficiários desde dezembro de 2016

Dados de janeiro foram divulgados hoje pela ANS e confirmam tendência de crescimento no país.

MP-RJ pede júri popular para Flordelis e mais oito réus

Deputada é acusada de mandar matar o marido; 11 réus respondem ao processo, mas o MP pediu para não se pronunciar sobre dois deles.

Payroll de fevereiro surpreendeu positivamente as expectativas

Soma-se às surpresas a revisão no número anterior de 49k para 166k e, principalmente, a criação de vagas no setor privado em 465k.