Conversa com Investidor: São Martinho (SMTO3)

Por Werner Roger, Trígono Capital.

A São Martinho é uma das maiores produtoras de açúcar e etanol do Brasil. A companhia fechou o 2T22 do ano safra 2021/2022 com uma receita líquida de R$ 1,42 bilhão, com um crescimento de 54% comparado ao 2T21; um Ebitda ajustado de R$ 790,1 milhões, crescimento de 65,9%; e uma margem Ebitda ajustada de 55,4%, aumento de 4 p.p.. Com isso, a São Martinho reportou um lucro líquido de R$ 368,4 milhões, crescimento de 11% comparado ao mesmo período do ano safra 2020/2021.

Neste Conversa com Investidor, Aline Reigada, gerente de Relações com Investidores da São Martinho, foi entrevistada por Werner Roger, sócio e gestor da Trígono Capital.

 

Quais são as principais inovações tecnológicas em curso? Poderiam explicar os benefícios delas?

Temos diversas frentes e iniciativas em inovação tecnológica com resultados positivos na companhia. Entre elas, podemos destacar nosso projeto de Agricultura 4.0, pioneiro no setor e no país. Já temos nossas quatro unidades, localizadas no interior de São Paulo e Goiás, conectadas à rede 4G, permitindo uma gestão online, em tempo real, de mais de 2 mil veículos agrícolas em cerca de 350 mil hectares gerenciados por meio de um centro de operações agrícolas (COA).

A partir do COA, coordenamos em tempo real, por exemplo, o preparo do solo; plantio da cana, operações de adubação, combate às pragas, doenças e plantas daninhas, colheita, transporte e manutenção das máquinas, até o combate a incêndios e monitoramento do clima, com a utilização de tecnologias de ponta, como internet das coisas (IoT), inteligência artificial, big data, advanced analytics e computação em nuvem.

Já estamos encaminhando os próximos passos. Em 2020, anunciamos o início dos testes do 5G em toda a nossa operação agroindustrial, na Usina São Martinho, por meio de uma parceria com a Ericsson e apoio da Vivo, para desenvolvimento de soluções que aumentam a eficiência de nossos processos.

 

Em relação ao etanol de milho, a empresa está estudando novos projetos? Quando o primeiro investimento neste produto entrará em produção?

Temos um time dedicado à análise de novos projetos e negócios. O nosso projeto de etanol de milho, acoplado à Usina Boa Vista, está dentro do cronograma previsto e começará a operar no segundo semestre do ano que vem. Estamos avaliando a continuidade de investimentos nessa frente, mas ainda estamos numa fase inicial de pré-projeto. Por ser um estudo bastante inicial, não temos informações adicionais como o timing de definição e de eventual aprovação e capex envolvido.

 

Werner Roger (foto divulgação Trígono Capital)
Werner Roger (foto divulgação Trígono Capital)

A Índia está ampliando a mistura do etanol na gasolina e introduzindo a tecnologia flex no país, além de deixar de subsidiar as exportações de açúcar. Isso poderá significar um novo patamar ao preço do açúcar?

Acredito que sim. A antecipação do plano indiano do aumento gradual da mistura do etanol na gasolina traz, a nosso ver, uma mudança estrutural do volume de exportação de açúcar pela Índia, que, historicamente, sempre teve um papel relevante nos preços do produto no mercado. Se o plano se concretizar nos próximos anos, poderemos ver algo próximo de 5 milhões de toneladas de açúcar, ou até mais, saindo do mercado. Um cenário como esse nos beneficia bastante.

 

Com uma série de problemas climáticos no Brasil, além de queimadas e forte aumento nos custos de fertilizantes, a empresa acredita numa nova queda de produção de cana-de-açúcar na próxima safra? Como a São Martinho está posicionada para aumentos nos custos e uma eventual queda na produção de cana?

Os próximos meses serão importantíssimos para termos uma visão mais apurada da próxima safra. Pelo que vemos neste momento, se tivermos chuvas durante os próximos meses, podemos ver um crescimento tímido no volume disponível de cana-de-açúcar no centro-sul do país. No caso da São Martinho, temos obsessão com o tema produtividade e esperamos recuperar nossos níveis anteriores.

Quanto ao aumento dos custos, já fomos impactados pelo aumento de insumos nesta safra, principalmente dos fertilizantes. No entanto, quando analisamos a ótica do custo/caixa, isso representa cerca de 5%. Para o ano que vem, considerando nossa expectativa da melhora da produtividade de nossos canaviais, esperamos compensar parte dos efeitos nos custos desse ano, mas o efeito inflacionário dos insumos, provavelmente, deverá continuar.

 

Tendo em vista o forte fluxo de caixa, bem como uma estrutura de capital subalavancada, abaixo do ponto ótimo, podemos aguardar dividendos maiores ou um novo ciclo de investimentos?

Em nossas decisões de alocação de capital, olhamos sempre para os pilares de dividendos, recompra de ações da companhia e projetos. Temos uma política formal de remuneração dos nossos acionistas na São Martinho, por meio da qual pagamos, no mínimo, 40% do lucro caixa da companhia no exercício. No início de novembro, anunciamos o pagamento de JCP e antecipação de dividendos que somam cerca de R$ 507 milhões, praticamente 100% do lucro que geramos até agora na safra.

Hoje, nossos principais projetos, como o etanol de milho e a nova UTE na usina São Martinho, possuem financiamentos de longo prazo para 80% do capex. São projetos que, definitivamente, geram valor aos nossos acionistas e para a nossa companhia. O cenário para a São Martinho parece favorável.

 

Coordenação: Jorge Priori

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Atividade econômica cresceu 0,69% em novembro

Segundo o BC, percentual daquele mês foi a prévia do Produto Interno Bruto.

IBC-Br: leitura acima das nossas expectativas

Na comparação de novembro de 2021 com o mesmo mês do ano anterior, houve expansão de 0,43%.

Últimas Notícias

Empregos na saúde ultrapassa 4,6 milhões

O número de pessoas empregadas na cadeia produtiva da saúde cresceu 0,6% entre agosto e novembro do ano passado ao atingir 4.652.588 de trabalhadores,...

RJ terá dificuldades de pagar R$ 92 bi à União

O Governo do Estado do Rio de Janeiro poderá encontrar dificuldades para cumprir o pagamento de R$ 92 bilhões devidos à União. Isso porque...

China reduz juros em empréstimo de médio prazo

O banco central da China reduziu nesta segunda-feira (17) as taxas de juros de seus empréstimos de médio prazo (MLF) e repôs reversos em...

Petrobras: recorde de produção no pré-sal em 2021

A Petrobras atingiu recorde anual de produção no pré-sal em 2021, ao alcançar 1,95 milhão de barris de óleo equivalente por dia (boed). Esse...

Médicos de SP mantêm greve na quarta-feira

Após se reunirem com o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, na tarde desta segunda-feira, o Sindicato dos Médicos de São...