Corte francesa

Polícia Federal também é cultura. A Operação Contranicot – que a PF de Goiás deflagrou nesta segunda-feira, com o objetivo de desarticular organização criminosa voltada para o cometimento de crime de contrabando, especificamente de cigarros – deve seu nome a Jean Nicot (1530-1600), cidadão francês que introduziu o tabaco para ser colocado no nariz para a Corte Francesa, de onde deriva o termo nicotina, segundo informa a polícia.
O grupo contrabandeava para Goiás cerca de 5 mil caixas de cigarros por mês, movimentando em torno de R$ 5 milhões.

Segundo confisco
Quem ainda está na corrida para recuperar a tunga sofrida pelo Plano Bresser, em 1987, enfrenta obstáculo quase intransponível para conseguir reivindicar o direito a tempo na Justiça, na qual o prazo se esgota nesta quarta-feira. Detentora da maioria das cadernetas de poupança do país na época em que foram corrigidas por índices inferiores aos corretos, a Caixa Econômica Federal (CEF) não tem controle sobre as contas. Apesar de ter milhões de poupadores, a Caixa centraliza todas informações em Belo Horizonte, para onde são encaminhados os pedidos dos extratos de junho e julho daquele ano, indispensável para quem deseja recorrer à Justiça. Raros são os que voltam com o valor dos saldos.

Teia
Quem foi assistir a Homem Aranha 3, sábado, na sessão de 22h10, no Cinemark Botafogo, no Rio, enfrentou um vilão pior do que o Homem Areia, antagonista do super-herói nessa versão. Com problemas técnicos, as fitas das duas salas que apresentariam o filme no mesmo horário não puderam ser exibidas. O problema, no entanto, não se esgotou aí. A gerência do cinema afirmou que quem quisesse o dinheiro de volta não poderia recebê-lo em outro dia; teria de enfrentar obstáculo quase tão temível quanto os enfrentados pelo Aranha: entrar numa fila com cerca de cem pessoas. Diante das reclamações e antes que se tornasse o vilão da noite, o gerente propôs trocar os ingressos por cortesias a serem usadas em dia da conveniência dos espectadores.

Aonde o povo está
O Procon-RJ calcula que fará nesta terça-feira, quatro vezes mais atendimentos que em um dia normal. É que os advogados do órgão estarão, das 8h às 17h, à disposição dos consumidores na estação Central do Brasil, onde circulam 600 mil pessoas por dia. O evento acontece em comemoração aos 20 anos do órgão fluminense.

Direito de brincar
A cadeia de lojas de brinquedos Ri Happy lançou uma campanha para arrecadar itens que serão doados para as novas instalações da brinquedoteca do Centro Educacional da Legião da Boa Vontade (LBV), no Rio de Janeiro. A loja localizada no Shopping Nova América convida os clientes a fazerem doações de brinquedos novos ou em bom estado. No próximo sábado, a partir das 14h, o Coral Ecumênico Infantil da LBV fará uma apresentação no shopping, encerrando a campanha.

Lado esquerdo
As crianças carentes cardíacas têm bons motivos para comemorar. A Whaat Girls promoverá um desfile solidário nesta terça, com a coleção outono/inverno. A renda da bilheteria será destinada ao Instituto Pró Criança Cardíaca. O evento acontecerá às 18h no salão nobre do Clube de Regatas do Flamengo e o ingresso custa R$ 10.

Só para os outros
Fervoroso defensor da flexibilização dos direitos trabalhistas, o ex-presidente do Banco Central Carlos Langoni foi à Caixa Econômica Federal, semana passada, retirar integralmente o FGTS a que fez jus ao se aposentar como professor da Fundação Getúlio Vargas. Na hora de sacar, Langoni não mostrou a mesma convicção: sequer propôs parcelar o total a receber para dar sua contribuição para a redução do “custo Brasil”.

Subfaturamento
A Alfândega do Porto do Rio de Janeiro apreendeu um contêiner, procedente da China, com 307.844 óculos de sol e de correção, declarados falsamente como bolsas. A carga tem valor de mercado superior a R$ 4 milhões, cerca de 100 vezes maior ao declarado pelo importador, uma empresa de Corumbá (MS) – o que despertou a suspeita da Alfândega.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorReplay
Próximo artigoSinodependência

Artigos Relacionados

Falta de servidores traz prejuízo, inclusive financeiro

Fila de segurados no INSS vai engrossar precatórios em R$ 11 bilhões.

Desmonte do Estado se dá pelas beiradas

Miçangas e espelhos empurram reformas administrativas nos municípios.

O que vale pros precatórios vale pra dívida interna?

Se calotes são defensáveis, poderiam ser estendidos para os títulos públicos.

Últimas Notícias

Distribuição comercial: quais cláusulas e condições mais importantes?

Por Marina Rossit Timm e Letícia Fontes Lage.

Mercado corre do risco em momento de estresse

Se tem uma coisa que o mercado é previsível é com relação ao seu comportamento em momentos de estresse é aversão ao risco. “Nessa...

Petrobras: mais prazo de inscrição no novo Marco Legal das Startups

Interessados em participar do primeiro edital da Petrobras baseado no novo Marco Legal das Startups (MSL) poderão inscrever-se até o dia 12 de dezembro....

Canal oficial para investidor pessoa física na B3

A partir desta sexta-feira, a nova área logada do investidor da B3, lançada em junho, passa a ser o canal que centraliza todas as...

Fitch Ratings atualiza metodologia de Rating de Seguros

A Fitch Ratings, agência de classificação de risco, publicou nesta sexta-feira relatório de atualização de sua Metodologia de Rating de Seguros. Segundo a agência,...