Cortes recaem sobre os menos mobilizados

A semana será decisiva para novas alterações na reforma da Previdência. Houve modificações substanciais – das óbvias detonações do BPC e da Previdência rural ao enterro, este menos esperado, da capitalização. Porém, o peso dos cortes segue sobre os trabalhadores do setor privado, aqueles menos mobilizados e que não contam, como o pessoal do campo, com interesses comuns com os empresários.

O agronegócio acabou cimentando a união entre partidos do centrão. Mas esta convergência não é absoluta, e interesses de grupos específicos podem proporcionar novas mudanças no texto. Até agora, cerca de R$ 600 bilhões que restaram de corte vêm do aposentado urbano do setor privado, que é tudo, menos privilegiado. Entre os pontos mais prejudiciais, o cálculo das aposentadorias, a questão das pensões, a falta de proteção em caso de acidente ou doença e o tempo de contribuição, que joga a aposentadoria para lá da idade mínima.

Se há grupos mobilizados, é hora também do trabalhador comum fazer pressão, ainda que através das redes sociais dos deputados. Algumas vitórias já foram obtidas, mas há outras importantes batalhas pela frente.

 

Justiça estraga até a informática

Esta nota poderia estar na seção Acredite se Puder: auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) concluiu que a informatização dos processos judiciais no país possui falhas que aumentam a burocratização do acesso ao Poder Judiciário, além de ampliar os custos e o tempo de tramitação das ações.

No processo, que teve relatoria da ministra Ana Arraes, foi avaliado, principalmente, a implementação do Processo Judicial Eletrônico (PJe) pelos tribunais superiores, Justiça Federal, Justiça do Trabalho, Justiça eleitoral, Justiça Militar e Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios.

De acordo com o relatório dos auditores, problemas de governança e na formulação das estratégias da política de informatização do processo judicial, além de prejudicar os públicos de interesse, resultou em sistemas de baixa qualidade, que prejudica o acesso à justiça e não produz impactos significativos na economia de recursos e no aumento da celeridade do Poder Judiciário.

O TCU determinou ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que apresente, em até 180 dias, plano de ação para resolver os problemas apontados no relatório de fiscalização.

Há uma frase antiga que diz que informatizar um sistema confuso e mal desenhado apenas tornará a confusão mais rápida. No Judiciário, nem isso.

 

Lado positivo

A situação da pesquisa e inovação no Brasil deve melhorar com o acordo Mercosul–UE, analisa o cientista Wanderley de Souza. “Hoje, a União Europeia é, depois de EUA e China, o principal apoiador de grandes projetos de pesquisa e inovação tecnológica. Como não há acordo com o Brasil, só podemos participar como colaboradores de outros países que integram o bloco (em geral via Portugal, Espanha e França). Esperamos que quando o novo acordo estiver em vigor haverá mais facilidades para participação do Brasil nestes consórcios”, explica o professor da UFRJ, ex-secretário executivo do Ministério da Ciência e Tecnologia.

 

Sem-teto

O Sofisa Direto está oferecendo uma linha de crédito pessoal com garantia de imóvel. O público-alvo é de empreendedores dispostos a arriscar seu apartamento ou casa para abir uma franquia. Ainda que as taxas – a partir de 1,05% ao mês mais inflação (IPCA) – sejam inferiores ao padrão para pessoas físicas, ainda assim vão bater na faixa de 18%–20%. A margem de lucro tem que ser absurdamente elevada para justificar investir com um crédito desses.

 

Os primeiros a abandonar o navio

Em 2017, o site DCM falhou em chegar a Moro, para uma entrevista, através da mãe dele. “Ele tem uns amigos jornalistas na Folha e Veja pra quem dá entrevista quando quer”, ela disse; 17 meses depois, Folha e Veja arremessaram o homem ao mar. Parece que o jogo virou, não é mesmo?

 

Rápidas

Começa a valer a partir desta terça-feira o Cadastro Positivo compulsório. Quando os juros ao consumidor vão cair… isto não tem data *** Os cantores sertanejos Maynah e Xander Telles sobem ao palco do Caxias Shopping dia 12 de julho, às 19h30 *** A feira de adoção de animais Me dê um Lar estará neste sábado, das 12h às 18h, no Shopping Jardim Guadalupe *** O laboratório do Hospital Unimed Volta Redonda é o único da região Sul Fluminense a conquistar a acreditação PALC (Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos), da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Juntar 2 meses e meio de auxílio para comprar cesta básica

Não só a pandemia, mas inflação é ameaça às pretensões de Bolsonaro.

Se mirar Nordeste, Bolsonaro atingirá o próprio pé

Região tem menor média de casos e óbitos causados pela Covid.

Neodefensores do trabalhador ignoraram crise

Desemprego já era estratosférico em 2019, e apoiadores de Guedes nem ligavam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Campos marítimos do pós-sal estão em decadência

Os campos marítimos do pós-sal já produziram cerca de 16 bilhões de barris de óleo equivalente ao longo de sua história, ou seja, 63%...

Motoboys protestam em São Paulo

Entregadores tomaram ruas de São Paulo contra baixa remuneração e péssimas condições de trabalho

BC altera norma para segunda fase do open banking

Medida complementa regulamentação que estabelece requisitos técnicos de fase que vai permitir compartilhamento de dados e transações de clientes.

Confiança do consumidor medida por Michigan ficou abaixo do esperado

Índice registrou leitura de 86,5 na prévia de abril e o esperado era 89.

Escolha de conselheiros da ANPD preocupa por conflito de interesses

Entre os indicados há diretores e encarregados de dados pessoais de grandes empresas da internet.