Cozinhar com água de cisterna no fogão a lenha

Bolsonaro corta investimentos do programa de cisternas.

A ausência de políticas sociais destinadas a cobrir as necessidades da população mais atingida pela crise, está levando muita gente a regredir no tempo a ter que se valer de métodos de sobrevivência ultrapassados e prejudiciais à saúde. Após o retorno ao uso de lenha para substituir, devido ao alto custo, o gás engarrafado, o brasileiro, para enfrentar a crise hídrica que o país enfrenta, a pior dos últimos 90 anos, tem como opção o uso de cisternas.

Com tecnologia simples e baixo custo, o programa de construção de cisternas levou água para consumo humano e para produção de alimentos a mais de 1,2 milhão de lares, em especial famílias da zona rural do semiárido brasileiro. Na área urbana a opção fica mais complicada diante das exigências de empresas que operam com o abastecimento de água e das agências reguladoras.

O drama de abastecimento de muitos brasileiros é resultado de decisões políticas do presidente Jair Bolsonaro, que está exterminando políticas públicas que deram certo como o Programa Nacional de Apoio à Captação de Água de Chuva e Outras Tecnologias Sociais (Cisternas), criado em 2003.

Em 2020, segundo ano do governo Bolsonaro, com a falta de investimentos na construção de cisternas, o programa recebeu o menor volume de recursos desde a criação. Foram construídas apenas 8.310 cisternas. Desde 2014, quando foram construídas quase 150 mil cisternas, o programa já sofreu uma redução de 94% nos investimentos.

Em reais, em 2014, o total de investimentos no programa de construção de cisternas foi de R$ 845,1 milhões. Em 2019, foram R$ 75 milhões, ou seja, menos de 10%. Já em 2020, praticamente não há investimentos, mesmo tendo sido um ano de pandemia em que o acesso água é mais do que necessário para manter a higienização e evitar a proliferação da Covid-19.

Leia também:

Supermercados tiveram queda de 7,15% em vendas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Receptores de TV pirata apreendidos transformados em minicomputadores

Receita entregará 3.000 receptores de TV pirata foram para o Ministério das Comunicações.

Despacho gratuito de bagagem em voos é aprovado no Senado

Senado confirmou o texto da Câmara: 23 Kg nos voos nacionais e 30 Kg nos internacionais.

Potencial econômico da costa marinha brasileira

BNDES e Marinha começarão mapeando os litorais de RS, SC e PR

Últimas Notícias

Receptores de TV pirata apreendidos transformados em minicomputadores

Receita entregará 3.000 receptores de TV pirata foram para o Ministério das Comunicações.

Despacho gratuito de bagagem em voos é aprovado no Senado

Senado confirmou o texto da Câmara: 23 Kg nos voos nacionais e 30 Kg nos internacionais.

Petrobras Conexões: R$ 36 mi em investimento ao longo de três anos

Demandas atuais são para áreas como robótica, redução de carbono e tecnologias digitais

Potencial econômico da costa marinha brasileira

BNDES e Marinha começarão mapeando os litorais de RS, SC e PR

TSE autoriza ‘vaquinha virtual’ para financiar candidaturas

Utilização nas eleições deste ano está autorizada a partir do dia 15 de maio