Criptomoedas com boas perspectivas para 2022

Por Jorge Priori.

Conversamos sobre criptomoedas com boas perspectivas para 2022 com cinco especialistas do mercado:

Beibei Liu (foto divulgação NovaDAX)
Beibei Liu (foto divulgação NovaDAX)

Beibei Liu, CEO da exchange NovaDAX

A AVAX é conhecida por seu tempo de processamento rápido e tendências de crescimento favoráveis para projetos DeFi (finanças descentralizadas) e NFT (tokens não fungíveis). Com uma nova ponte de baixo custo para a rede Ethereum e um novo programa de incentivo sendo lançado, sua popularidade continuará em 2022.

A Solana teve um desempenho notável em 2021. Sua blockchain cresceu em popularidade devido às suas rápidas velocidades de transação, baixos custos transacionais e baixas emissões relacionadas à mineração.

O Axie Infinity mostrou seu potencial junto com a ascensão das NFTs e do Metaverso. Ele introduziu um conceito inovador de blockchain que recompensa os jogadores pelo engajamento. O modelo de jogos Play-to-Earn (P2E) provavelmente será o próximo setor de destaque em 2022.

A Polkadot possui um protocolo com o objetivo de conectar todas as blockchains, o que é algo muito revolucionário dentro do mercado de criptomoedas.

Lucas Schoch (foto divulgação Bitfy)
Lucas Schoch (foto divulgação Bitfy)

Lucas Schoch, CEO da Bitfy

A AVAX tem uma blockchain de camada, a Avalanche, que opera como uma plataforma de aplicativos descentralizados com blockchain personalizadas. Ela possui uma arquitetura singular que consiste em 3 blockchains individuais, cada uma com finalidades distintas e validando transações ao mesmo tempo.

O Polygon, anteriormente chamado de Matic Network, é a primeira plataforma bem estruturada com facilidade de uso para escalonamento de Ethereum e desenvolvimento de infraestrutura. A cripto efetivamente transforma Ethereum num sistema multi-cadeia completo, também conhecido como “Internet of Blockchains”.

O Internet Computer é a primeira blockchain do mundo que roda na velocidade da web com capacidade ilimitada. Ela representa a terceira grande inovação nas criptomoedas e já possui o seu próprio token, o ICP.

Orlando Telles (foto divulgação Mercurius Crypto)
Orlando Telles (foto divulgação Mercurius Crypto)

Orlando Telles, diretor de research da Mercurius Crypto

Temos uma perspectiva muito forte do mercado do ponto de vista de regulamentação. Nós vimos o mercado de cripto crescer de forma significativa em 2021 e acredito que passaremos por um processo de consolidação em 2022. Esse processo passa pela questão regulatória, tanto nos Estados Unidos quanto na União Europeia. Isso pode gerar volatilidade no curto prazo, mas será positivo no longo prazo, principalmente para as plataformas de DeFi (Finanças Descentralizadas) que estão dispostas a fazer esse processo de regulação, integrando-se ao mercado tradicional, como os exemplos da Uniswap e da AAVE.

Plataformas de contratos inteligentes como Solana, Polkadot e Ehtereum receberam aportes significativos de investidores institucionais, principalmente de grandes venture capitals. Essas plataformas possuem perspectivas muito positivas para consolidação dos seus ecossistemas.

Safiri Felix (foto divulgação Transfero)
Safiri Felix (foto divulgação Transfero)

Safiri Felix, diretor de Produtos e Parcerias da Transfero

Para 2022, eu vejo o Bitcoin, o Ethereum e a Solana. O Bitcoin é a base de valor de todo ecossistema e a principal alternativa de alocação de capital institucional. O Ethereum é a principal plataforma de smart contracts, e com a atualização do protocolo, está se tornando um ativo deflacionário. A Solana é um protocolo bem posicionado como alternativa para contornar o problema das altas taxas da rede ethereum. Graças a escalabilidade e baixo custo das transações. tende a ser um dos principais beneficiados com o crescimento do ecossistema de jogos P2E (play-to-earn) e do mercado de NFTs.

Theo Lamounier (foto divulgação Byebnk)
Theo Lamounier (foto divulgação Byebnk)

Theo Lamounier, cofundador da Byebnk

Eu apostaria na BUSD (Binance USD) para 2022. Apesar de não ser uma moeda com um projeto para valorização, a exchange Binance continua crescendo. Para este ano, seu projeto de Binance Chain e exchange descentralizada devem ganhar força. Além disso, a exchange caminha a passos largos para se regular em múltiplos países, já sendo a empresa que abocanha a maior fatia do mercado cripto. O spread dólar/bitcoin da BUSD vem caindo consideravelmente e ela é a moeda que pode ser usada no ecossitema binance para remunerações e outras funcionalidades. Além disso, o USDT é uma moeda cercada de incertezas. Chegou-se a especular que parte das reservas de USDT estariam na falida Evergrande. Já a BUSD é regulada pelo estado de NY e constantemente auditada.

Leia também:

Três perguntas: o mercado de criptomoedas em dezembro de 2021

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Perfil de risco visto pelas corretoras

Uso do Questionário de Perfil de Investidor, chamado de suitability, que tem como função identificar seu apetite de risco

Diretor do Grupo Nubank cumpre novo mandato na Anbima

Permanecerá na vaga de conselheiro titular reservada à Anbima no Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional

Ampliar volume de interfaces para atrair investidor pessoa física

Em janeiro, a B3 somava 5 milhões de contas PF abertas em corretoras

Últimas Notícias

Leega lança solução de inteligência de dados marketing das empresas

Marketing Analytics combina arquitetura Cloud, engenharia de dados e machine learning.

Qyon Tecnologia planeja crescer 65% em 2022

Marca deve fechar ano com cerca de 100 franquias.

XP amplia crescimento do PIB para este ano

Elevou a projeção de 0,8% para 1,6%

Perfil de risco visto pelas corretoras

Uso do Questionário de Perfil de Investidor, chamado de suitability, que tem como função identificar seu apetite de risco

Diretor do Grupo Nubank cumpre novo mandato na Anbima

Permanecerá na vaga de conselheiro titular reservada à Anbima no Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional