CRISE NO PT

Bovespa chega a cair 4,35%
Mesmo assim, economista divergem quanto as conseqüências no mercado
As declarações do deputado federal e presidente do PTB, Roberto Jefferson (RJ), de um possível esquema de pagamentos mensais a deputados do Partido Progressista (PP) e Partido Liberal (PL), integrantes da base aliada do governo, em troca de apoio no Congresso, provocaram, ontem, turbulências no mercado financeiro brasileiro.
Verdade ou não, o fato é que a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) caiu 3,07% ao fechar nos 25.556 pontos. Durante o pregão, a queda na bolsa paulista chegou a atingir 4,35%. O dólar, após subir 2,18% ao longo do dia, acabou fechando em queda de 0,90%, vendido no câmbio comercial a R$ 2,45.
Mas o ex-diretor do Banco Central e consultor econômico da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Carlos Thadeu de Freitas, não acredita que vai haver grandes perturbações na área econômica. “A economia atualmente está andando em “raia própria”. Além disso, ainda vem dando sinais favoráveis, já que, surpreendentemente, Estados Unidos e China estão crescendo acima do previsto”, disse o ex-diretor do BC, lembrando que o dólar teve apenas uma “pequena alta” (0,94%).
Contudo, Freitas fez questão de frisar que as altas taxas de juros estão prejudicando o país. “Se o BC tivesse baixado os juros o país estaria crescendo mais e se beneficiando do aquecimento da economia mundial”, disse, acrescentando que a expectativa é de os juros irão cair.

Impacto semelhante ao atentado do WTC

“Monumental”. Assim, o fundador do PT e economista da Universidade de Campinas (Unicamp), Plínio de Arruda Sampaio Jr., classifica a crise política instalada no governo a partir das denúncias do deputado da base aliada Roberto Jefferson (PTB-RJ) sobre uma suposta mesada paga a parlamentares em troca de apoio em votações no Congresso.
“Para mim o impacto foi semelhante ao do atentado ao World Trade Center (WTC). Já estamos alertando há muito tempo que o padrão de governabilidade deste governo tinha dois problemas: na área econômica acabava criando correlação de forças anti-mudança e, na parte política, incorporava na base do governo um padrão que levava ao risco de uma degeneração moral”.
Sampaio Jr. lembra que na economia as deficiências foram observadas desde o primeiro momento. “Na política, havia sintomas, como os casos Waldomiro e dos Correios. Agora, está claro que todo o sistema está comprometido, como a esquerda do PT e os progressistas que apoiaram Lula temiam”, disse.
O professor da Unicamp se diz triste pelos “trabalhadores anônimos, que são os verdadeiros criadores do PT”, mas avalia que “tudo vai acabar em “pizza”. Para a oposição só interessará o desgaste do PT para uma volta tranqüila ao poder. E não se pode cassar 80 deputados de uma vez”, arrematou. Em nota oficial, o PT afirma que pode ir até a Justiça para rebater as acusações do presidente do PTB, deputado Roberto Jefferson,.
“O PT nega as declarações do deputado Roberto Jefferson, pois elas não têm o mínimo fundamento na realidade. O relacionamento do PT com todos os partidos da base de sustentação do governo, inclusive o PTB, se assenta em pressupostos políticos e programáticos e no objetivo de garantir a governabilidade do país e implementar o programa de governo pelo qual o presidente Lula foi eleito”, diz o documento. O partido também manifesta apoio a “todas as investigações em curso feitas pela Polícia Federal, pelo Ministério Público, pela Controladoria Geral da União e por outras instituições”.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAté a raiz
Próximo artigoPrioridade

Artigos Relacionados

Engie valerá R$ 2,5 bi a mais após acordo com Aneel

Semana passada, o Monitor noticiou que a proposta da Aneel de repactuação do risco hidrológico (GSF) deixaria a conta a ser paga pelo pequeno...

Apelo de Biden ao multilateralismo fica sem crédito

Na ONU, presidente dos EUA desmente mundo dividido em blocos rígidos.

Fintechs e bancos disputam quem cobra mais

‘Não temos vergonha de sermos bancos’, diz Febraban; mas deveriam.

Últimas Notícias

Eve desenvolverá modelo de operação de Mobilidade Aérea Urbana

A Eve Urban Air Mobility, empresa da Embraer, e a Bristow Group Inc. (NYSE: VTOL), líder mundial em soluções de voo vertical, anunciaram, nesta...

China: Ampliar apoio à energia verde agrada banco de investimento

O Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (BAII) declarou que dá as boas-vindas ao anúncio da China de aumentar o apoio à energia verde...

XP: Preços de ativos podem sofrer na atual turbulência de mercado

Um dia depois do aumento de 1 ponto percentual da taxa básica de juros, a Selic (agora em 6,25% ao ano), pelo Comitê de...

Projetos de energias renováveis em substituição ao uso do diesel

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Eletrobras firmaram um Pacto de Energia para atuarem conjuntamente na busca de soluções...

Proposta atualiza regulamentação sobre as cooperativas de crédito

Texto em análise na Câmara dos Deputados promove uma série de modificações na Lei do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC), abordando o Projeto...