Crivella fala em reabrir comércio já na sexta

Publicação no Twitter diz que vai 'conscientizar a população de que não poderá haver aglomeração.'

Rio de Janeiro / 15:51 - 25 de mar de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Nesta quarta-feira, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB) anunciou hoje em seu Twitter que "a partir de sexta (27), começaremos a abrir, aos poucos, alguns comércios, como lojas de material de construção e lojas de conveniência (postos de gasolina). Mas vamos conscientizar a população de que não poderá haver aglomeração."

Segundo o Uol, "a mudança de tom vem após o pronunciamento feito ontem à noite em cadeia nacional pelo presidente Jair Bolsonaro, em que afirmou que a covid-19 é uma "gripezinha" e que a população deveria "voltar à normalidade".

No Rio de Janeiro, dois navios de cruzeiro pediram ajuda humanitária para poderem atracar e fazer a remoção dos seus passageiros para seus países de origem. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os navios L'Austral e Le Boreal não conseguiram autorização para atracar em outros países, mas o Brasil permitiu que as embarcações atracassem no Pier Mauá, no Centro da cidade.

Segundo a Anvisa, os dois navios vêm da Antártica e não há relatos de problemas de saúde a bordo que levantassem suspeitas para possíveis infectados com o coronavírus.

Os passageiros do L'Austral já desembarcaram esta semana e pegaram voos de volta para seus países. De acordo com a Anvisa, o navio ficou em alto-mar, sem atracar em nenhum porto, por mais de 20 dias. Segundo a agência, os passageiros ficaram isolados no navio por um período maior que o isolamento recomendado sem que houvesse casos da doença a bordo.

"Para esta remoção, a Anvisa exigiu que os passageiros fossem paramentados com equipamentos de proteção. A medida teve como objetivo proteger os passageiros, tendo em vista que há transmissão comunitária de Covid-19 na cidade do Rio de Janeiro", diz a nota da agência.

Já o Le Boreal está previsto para atracar hoje na cidade com 324 passageiros. A embarcação está há mais de 10 dias sem ter parado em nenhum outro porto. Segundo a Anvisa, também não há relatos de casos ou suspeitas de infectados pelo coronavírus a bordo.

O desembarque dos passageiros será autorizado a partir de amanhã (26) desde que mantidas as condições de saúde a bordo. "O desembarque dos passageiros será autorizado à medida que os voos de retorno para casa estiverem disponíveis. O desembarque acontecerá com o tempo necessário para que os passageiros sejam transportados para o aeroporto e façam os procedimentos de embarque. O transporte acontece de forma direta, da porta do navio até o aeroporto", informa a Anvisa.

O L'Austral ainda está na costa do Rio somente com sua tripulação. Segundo a agência, após o desembarque de todos os passageiros, os dois navios farão uma parada técnica para o abastecimento de água e alimentos e seguirão juntos de volta para a França, país de origem das embarcações

 

Com informações da Agência Brasil e do Uol

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor