Crivella recua na maquiagem de vítimas da Covid-19

Município do Rio tentou mudar forma de contabilização de mortos pelo coronavírus.

Rio de Janeiro / 22:45 - 27 de mai de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Após receber diversas críticas, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, recuou e voltará a divulgar a contabilização dos óbitos de Covid-19 como o município fazia até a semana passada, de acordo com a contagem dos hospitais.

Nesta quarta-feira, o painel de dados sobre a ocorrência da doença na Cidade do Rio de Janeiro, criado pela Secretaria Municipal de Saúde através da plataforma online do Sistema Municipal de Informações Urbanas (Siurb), passou a apresentar 3.135 óbitos computados pelo Ministério da Saúde e também 1.855 óbitos contabilizados a partir de sepultamentos confirmados com coronavírus.

Até a semana passada, a Prefeitura e a Secretaria Estadual de Saúde do Rio informavam o número de óbitos confirmados por diagnóstico laboratorial. Mas os números foram retirados do site com a justificativa de que os laudos demoravam a ficar prontos e isso gerava acúmulo no número de mortos.

A secretaria municipal de Saúde, Ana Beatriz Busch, justificou que a divulgação das mortes ocorridas em dias anteriores em um só dia distorcia a informação e não refletia o tempo real da crise.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor