Cuidado com as fraudes no período da Black Friday!

Por Leandro Garcia.

A sexta-feira de descontos, também conhecida como Black Friday, é uma das datas mais esperadas pelo e-commerce, varejistas e consumidores. Considerado um dos principais eventos do calendário anual do varejo, a data registra o maior período de vendas devido aos generosos descontos oferecidos pelos comerciantes em seus produtos.

De acordo com dados da Ebit|Nielsen, em dois dias, a Black Friday 2020 movimentou R$ 4 bilhões no e-commerce, com mais de 6 milhões de pedidos realizados e crescimento de 25,1% em relação ao ano de 2019.

Esta é uma data em que é possível fechar ótimos negócios, mas também é um período suscetível a falsas promoções. Além disso, um dos principais pontos (se não for o principal) para se atentar nesta época do ano, são as fraudes e golpes criminosos, que ocorrem principalmente por meio da tecnologia – onde cada vez mais os criminosos ganham espaço.

Todos estamos sujeitos a passar por problemas como esses o tempo todo, e a Black Friday acaba por intensificar as tentativas de golpes. Com o grande número de vendas e aumento de acessos nos sites, o e-commerce (e também o comerciante) se torna ainda mais vulnerável aos ataques, onde os cibercriminosos aproveitam a oportunidade para enganar pessoas e se beneficiar.

De acordo com o levantamento feito pela empresa de segurança da informação Kaspersky, de janeiro a agosto de 2021, os ciberataques cresceram 23% no Brasil, o que representa 1.400 ameaças por minuto. Em 2020, o Brasil foi o país mais atingido por tentativas de roubo de dados pessoais e financeiros de pessoas na internet. O estudo mostra que o percentual de usuários brasileiros que tentou abrir pelo menos uma vez links enviados para roubar dados representa 19,9% dos internautas do país.

O Financial Crime Report da Feedzai destaca que dentre os principais esquemas de fraudes está o smishing – uma versão SMS de phishing, onde os criminosos agem através do envio de mensagens de texto com o intuito de ludibriar as vítimas para que compartilhem suas senhas, números de cartão de crédito e outras informações pessoais e sensíveis.

Ainda assim, o phishing continua sendo uma das práticas mais comuns no Brasil. E, também, é o tipo mais simples, perigoso e eficiente de ciberataque. Os fraudadores apresentam-se como uma instituição confiável através de e-mail, telefonema, SMS, aplicativos de mensagens e redes sociais.

Outras cinco práticas também são muito utilizadas para aplicar golpes: sequestro de dados (ransomware), vazamento de dados, sequestro de estoque, paralisação de transações comerciais (negação de serviço/DDos) e roubo de dados de cartão de crédito. Infelizmente, as fraudes crescem constantemente. Mesmo com a evolução da tecnologia e dos sistemas de segurança, os fraudadores encontram saídas para aplicar crimes.

Mas, a olhos humanos, podemos tentar evitá-las – protegendo informações e sendo cautelosos quanto a mensagens de texto, e-mails ou sites desenhados para nos levar a revelar informações pessoais. Desconfie de casos onde afirmam ser do seu banco e relate as suspeitas à instituição financeira. Os bancos estão em constante estudo para acompanhar as últimas tendências de fraude para proteger os seus clientes.

Além disso, utilize os recursos biométricos ou de dois fatores disponíveis nos dispositivos móveis, como reconhecimento facial ou senhas de utilização única. Estas soluções melhoram a nossa proteção online e garantem uma experiência mais tranquila. Fique sempre atento, o seguro morreu de velho!

 

Por Leandro Garcia, diretor-executivo da Feedzai no Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Brasil conduz maior iniciativa de Open Banking do mundo

Por Cristiano Maschio.

Planejamento sucessório e o patrimônio familiar

Por Luciana Gouvêa.

Distribuição comercial: quais cláusulas e condições mais importantes?

Por Marina Rossit Timm e Letícia Fontes Lage.

Últimas Notícias

Cresce mercado de investimento em ações da China

O investimento em ações na China apresentou crescimento este ano, uma vez que o volume de fundos levantados e o investimento registraram um crescimento...

CVM alerta: Atuação irregular de Business Bank BNI Investiments S.A

A Comissão de Valores Mobiliários está alertando ao mercado de capitais e ao público em geral sobre a atuação irregular de Business Bank BNI...

Usina TermoCamaçari ficará com a Unigel até 2030

A Petrobras, em continuidade ao comunicado divulgado em 11/05/2021, informa que, após a retomada das negociações com a Proquigel Química S.A., subsidiária da Unigel...

STF é questionado sobre inconstitucionalidade de privatizações

O coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Deyvid Bacelar, defendeu nesta segunda-feira, em audiência pública na Câmara dos Deputados, que o Supremo Tribunal...

Mais um Fiagro na listagem da B3

Ocorreu nesta segunda-feira o toque de campainha que marcou o início de negociação do terceiro Fiagro na B3, o JGP Crédito FI Agro Imobiliário. As...