“Custo BC”

A manutenção das reservas internacionais custou R$ 68 bilhões ao país, entre 2004 e 2010, segundo relatório do Banco Central sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal (LFR). Esse rombo é fruto da diferença entre os juros recebidos pelas aplicação das reservas internacionais do Brasil no exterior e as taxas pagas pelo país para a turma do papelório que investe seus dólares aqui. Para tentar dourar a pílula, o BC alega que a não manutenção de reservas no elevado patamar que o país ostenta custaria supostamente R$ 600 bilhões. A explicação confirma a tese de que, para desastres econômicos do passado, a melhor tática são projeções baseadas em cenários ao gosto do freguês.

Goela abaixo, não!
Quem conhece o temperamento altivo da presidente eleita, Dilma Housseff descarta a permanência do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, na próxima administração. Afinal, de contas, Dilma não seria Dilma se, logo em área tão sensível, for aceitar a imposição da manutenção de Meirelles por manchetes de jornal.  

Esfumaçada
Durante palestra no Clube de Engenharia, a professora Maria da Conceição Tavares, que era homenageada pelo 80º aniversário, acendeu, sem a menor cerimônia, um cigarro em pleno auditório fechado e refrigerado. Uma pessoa da platéia reagiu indignada e retirou-se do recinto reclamando. Conceição apagou o cigarro, pediu desculpas, mas não convenceu a cidadã insatisfeita a desistir de ir embora. “Pelo menos consultei as bases”, tentou ironizar a economista.

Intelectual nato
Na mesma palestra, Conceição, referindo-se a ONGs ambientalistas, sustentou que o desmatamento está sendo controlado no país: “Quando se fala em câmbio e ecologia, Estados Unidos e China não comparecem. Já o presidente Lula fez, de improviso, um discurso em Copenhague (na última conferência mundial sobre mudanças climáticas), que foi aplaudido até pelos técnicos que assessoram os governo”, disse, classificando o presidente de “intelectual nato”.

Idiotas
Sobre nomeações políticas, mesmo de pessoas bem intencionadas, para o novo governo, Conceição foi categórica: “Dilma não é favorável à nomeação de idiotas de boa vontade”.

Quinta coluna
A guerra cambial não exime o governo brasileiro de agir em duas frentes internas: reduzir os juros reais mais altos do mundo, responsáveis pela atração do capital especulativo, e adotar medidas para impedir a alavancagem dos bancos nos mercados futuros de câmbio, nos quais especulam para “puxar” a cotação do real. Nos dois casos, a ação para um enquadramento do Banco Central, para que, em lugar de ser um representante da banca junto ao Estado brasileiro, passe a agir como um braço do Estado contra a especulação.

Há remédio
O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, estará no Rio no próximo dia 26 para participar do Encontro Empresarial do Complexo Industrial da Saúde. O evento, realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) e Abifina (entidade do setor de química fina), tem como objetivo expor ao ministro as ações de 2010 e as perspectivas de representantes do setor produtivo para o ano que vem. Mais informações: www.abifina.org.br

Inovação em pacotes
Mais de 30% do orçamento dos conglomerados chineses voltados para a “inovação” são destinados para a aquisição de pacotes inteiros de tecnologia estrangeira, como a operação que envolveu a oferta de US$ 30 bilhões de um complexo estatal chinês voltado para a manufatura de trens-bala ao escritório da P&D da Siemens, afirma o pesquisador Elias M. K. Jabbour, que escreveu uma tese sobre investimentos da China em P&D,
Sobre o Brasil, Jabbour diz que, com essa política monetária, o país pratica uma “não política” de C&T.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEscolher o lado
Próximo artigoFísica ou online?

Artigos Relacionados

SUS poderia ter salvado 338 mil norte-americanos

Assistência à saúde universal pouparia 1/3 das vidas na pandemia.

Ricaços da indústria foram poupados de perdas

Ações de empresas de tecnologia derreteram.

Indústria naval apresenta propostas para eleições 2022

Setor quer deixar para trás maré ruim dos últimos 7 anos

Últimas Notícias

BNDES: R$ 317,2 milhões nos aeroportos de Mato Grosso

Ao todo serão investidos R$ 500 milhões nos quatro aeroportos, com participação de 65% do BNDES

Fintechs emprestaram mais de R$ 12 bi em 2021

Crédito é quase o dobro do ano anterior, diz pesquisa da ABCD e PwC Brasil

Regulador divulga primeiro balanço sobre o 5G em Portugal

No final do primeiro trimestre, já havia 2.918 estações de rede 5G espalhadas por 198 cidades (64% das cidades)

Está mais fácil comprar carro na China

Vendas no varejo de veículos de passageiros atingiram 1,42 milhão de unidades durante o período de 1 a 26 de junho

Adquirir conhecimento é a chave para investir melhor

Para economista, medo é o mesmo sentimento que se tem do desconhecido