Custo canudo

Cerca de 90% dos quase 32 mil universitários que se formam anualmente em Santa Catarina nas 15 universidades do estado fazem algum tipo de festa. A informação é de Antoninho Bachi, dono da Precisão Formaturas, de Florianópolis. Ele estima em R$ 2 mil o gasto médio por formando, mas salienta que o valor pode chegar a R$ 6 mil, dependendo da turma. Com a expansão do número de instituições privada$, nos últimos cinco anos, o número de formaturas no estado praticamente triplicou. Em 2007, apenas a Precisão realizou festas para cerca de 200 turmas e este ano já fechou 80 contratos nos quatro primeiros meses de aula.

Quadra
No quarto mês consecutivo de crescimento, as vendas do comércio varejista da Cidade do Rio de Janeiro aumentaram 6,3% em maio em relação ao mesmo mês do ano anterior, de acordo com a pesquisa Termômetro de Vendas divulgada pelo Centro de Estudos do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDL-Rio). No acumulado de janeiro a maio, houve um aumento de 4,2%, ante 0,9% registrado em no mesmo período de 2007.

Contas em dia
Segundo a pesquisa do CDL-Rio, o Serviço de Proteção ao Crédito registrou em maio, em comparação com o mesmo mês de 2007, um aumento de 10% nas consultas, 2,6% da inadimplência e 4,4% das dívidas foram quitadas. No acumulado de janeiro/maio desse ano em comparação ao mesmo período de 2007, as consultas, a inadimplência e as dívidas quitadas subiram, respectivamente, 10,5%, 1,8% e 7,2%.

Cheques em baixa
No movimento de cheque, em maio em relação ao mesmo mês do ano anterior, a inadimplência e as dívidas quitadas no comércio varejista carioca cresceram, respectivamente, 2,1% e 5,7%, e as consultas diminuíram 6,9%. No acumulado de janeiro/maio desse ano em relação ao ano passado, a inadimplência e as dívidas quitadas cresceram, respectivamente, 1,7% e 4,8%, e as consultas menos 7,3%.

Dezoito
Para lembrar o movimento Os 18 do Forte, ocorrido em 5 de julho de 1922, no Rio de Janeiro, a Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (Adesg/Rio) realizará nesta quinta-feira uma palestra gratuita, com o comandante Francisco Carlos Pereira Cascardo, autor do livro O Tenetismo na Marinha. Será na Av. Presidente Vargas, 509/15º, às 19h. Inscrições pelo (21) 2221-0373.

TOR
Realizado pela primeira vez fora do eixo Estados Unidos-Europa, o Rio sediará a décima-segunda edição do Congresso Internacional de Opções Reais. O evento acontecerá na PUC, de 9 a 12 de julho, com a presença de grandes pesquisadores da Teoria das Opções Reais (TOR).
Será discutido o desenvolvimento e as aplicações da teoria, através de apresentações acadêmicas e profissionais e suas aplicações na rotina das corporações. A palestra inaugural estará a cargo do professor Tom Copeland. Convidado de honra do Congresso, o economista e ex-diretor do BNDES Otávio Tourinho proferirá palestra durante almoço em sua homenagem no dia 11. Informações em www.iag.puc-rio.br/realoptions_rio2008

Torneira fechada
Com dificuldades para avançar nas negociações salariais com o Governo do Rio, os funcionários da Cedae decidiram fazer greve de 24 horas, nesta quinta-feira. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores do Saneamento e Meio Ambiente (Sintsama), os empregados sairão em passeata pela Av. Rio Branco, no Centro, às 9h da manhã. Somente os plantões de emergência funcionarão. O sindicato argumenta que nos últimos 12 meses a arrecadação da Cedae cresceu mais de 30%, aumentando de R$ 150 milhões para R$ 200 milhões mensais. Os funcionários querem, além da reposição inflacionária, aumento real de 8,5%.

Fábula
Lobão não se preocupa mais com Chapeuzinho Vermelho. Virou dono de lotérica e quer vender bilhete premiado.

Marcos de Oliveira e Sérgio Souto

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLoteria
Próximo artigoQuarta Frota

Artigos Relacionados

Falta de servidores traz prejuízo, inclusive financeiro

Fila de segurados no INSS vai engrossar precatórios em R$ 11 bilhões.

Desmonte do Estado se dá pelas beiradas

Miçangas e espelhos empurram reformas administrativas nos municípios.

O que vale pros precatórios vale pra dívida interna?

Se calotes são defensáveis, poderiam ser estendidos para os títulos públicos.

Últimas Notícias

Distribuição comercial: quais cláusulas e condições mais importantes?

Por Marina Rossit Timm e Letícia Fontes Lage.

Mercado corre do risco em momento de estresse

Se tem uma coisa que o mercado é previsível é com relação ao seu comportamento em momentos de estresse é aversão ao risco. “Nessa...

Petrobras: mais prazo de inscrição no novo Marco Legal das Startups

Interessados em participar do primeiro edital da Petrobras baseado no novo Marco Legal das Startups (MSL) poderão inscrever-se até o dia 12 de dezembro....

Canal oficial para investidor pessoa física na B3

A partir desta sexta-feira, a nova área logada do investidor da B3, lançada em junho, passa a ser o canal que centraliza todas as...

Fitch Ratings atualiza metodologia de Rating de Seguros

A Fitch Ratings, agência de classificação de risco, publicou nesta sexta-feira relatório de atualização de sua Metodologia de Rating de Seguros. Segundo a agência,...