CVM anuncia novidades no Portal Dados Abertos

Informações por meio de qualquer software estatístico, o que facilita, bastante, a análise por parte do público.

Mercado Financeiro / 21:54 - 16 de out de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Se ainda não conhece o Portal Dados Abertos CVM, agora é o momento de virar esse jogo! Ele o único canal gratuito que reúne informações de todos os regulados da CVM de forma organizada, padronizada e em formato aberto.

O formato aberto dos dados possibilita o uso das informações por meio de qualquer software estatístico, o que facilita, bastante, a análise por parte do público”, comentou Bruno Luna, chefe da Assessoria de Análise Econômica e Gestão de Riscos (ASA/CVM). Segundo explicou, todos os dados da página são provenientes do regulador, viabilizando aos investidores e pesquisadores acessarem o melhor e último dado disponível e recepcionado pela CVM.

Os dados permitem criar filtros para realizar comparações diretas entre as carteiras dos fundos de investimento, taxas de administração e performance, além e outros itens. Todas são informações fundamentais para a tomada de decisão de investimento. Como os dados são atualizados periodicamente, os investidores podem realizar acompanhamento ao longo do tempo, adequando as suas decisões de investimentos aos novos cenários.

 

Novidades

 

Veja as principais alterações nos conjuntos de dados disponibilizados no Portal Dados Abertos CVM:

- Demonstrações Financeiras Padronizadas de Companhias Abertas (agrega em um único conjunto as informações anteriormente publicadas de forma separada): Balanços Patrimoniais (Ativo e Passivo); Demonstrações de Fluxos de Caixa (Métodos Direto e Indireto); e Demonstrações de Mutações do Patrimônio Líquido, Resultado e Valor Adicionado. Além disso, este novo conjunto DFP inclui o elenco de contas não fixas.

- Série Histórica de Informes Mensais de FIDC (desde 2013): é possível realizar comparação entre fundos de como os créditos estão alocados por setor da economia, além de avaliar a performance, eventuais atrasos por faixa de tempo, etc.

- Série histórica dos balancetes dos fundos (desde 2005): o investidor consegue ver, no menor grau de detalhe possível, como os recursos são alocados e geridos. Exemplo: detalhe dos ativos e passivos ou compromissos de curto e longo prazos, facilitando entender o grau de liquidez do fundo.

- Demonstrações Financeiras de Fundos de Investimento em Participações (FIPs) e Fundos de Investimento em Empresas Emergentes (FMIEEs).

- Histórico de Informações Cadastrais de Fundos de Investimento ICVM 555: administradores; auditores; controladores; custodiantes; diretores; gestores; denominação comercial; denominação social; classe; condomínio; exercício social; indicador de desempenho (rentabilidade) do fundo; se o fundo é exclusivo; se tem tratamento tributário de longo prazo; se é destinado a investidores qualificados; se é fundo de cotas; situação; taxa de administração; taxa de performance.

 

Próximas mudanças

 

Em janeiro de 2021, será descontinuada a publicação de arquivos dos dados cadastrais de fundos de investimento com datas de referência diária. Ela já foi substituída pelo novo arquivo Dados Cadastrais de Fundos de Investimento ICVM 555 (Histórico de Alterações).

Além disso, o Arquivos para Download, disponível na página de Cadastro Geral da Central de Sistemas da CVM, será descontinuado em janeiro de 2021, pois as informações encontradas neste canal também já estão disponíveis no Portal Dados Abertos CVM.

O Superintendente de Relações com Investidores Institucionais (SIN/CVM), Daniel Maeda, explica a importância dessa transição: “A migração desse material é muito benéfica, pois os dados passarão a ser disponibilizados em um regime mais organizado e robusto, permitindo, inclusive, a consulta a informações passadas antes não disponível, aliada a uma política de atualização formalizada e transparente, além de uma infraestrutura própria e melhor dimensionada para abrigá-las.”

Acesse o Portal Dados Abertos CVM e salve a página nos favoritos do seu navegador de internet. Informe-se antes de investir!

 

 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor