Daimler reduz participação na JV de carros elétricos Denza para 10%

A montadora alemã Daimler está reduzindo significativamente sua participação na Joint Venture Denza, de carros elétricos com a parceira chinesa BYD. No futuro, a Indústria Automotiva BYD deterá 90% da Denza, conforme o anúncio de reestruturação do comunicado da Daimler.

Trabalhadores na linha de montagem em uma fábrica de veículos BYD em Xi’an, província de Shaanxi, noroeste da China, em 25 de fevereiro de 2020. (Xinhua / Liu Xiao)

Xinhua - Silk Road

 

29 Dez (Xinhua) – A montadora alemã Daimler está reduzindo significativamente sua participação na Joint Venture Denza, de carros elétricos com a parceira chinesa BYD. No futuro, a Indústria Automotiva BYD deterá 90% da Denza, conforme o anúncio de reestruturação do comunicado da Daimler.

A empresa sediada em Stuttgart deterá os 10% restantes. A transferência de capital está prevista para ser concluída em meados de 2022.

A Denza, com sede na cidade chinesa de Shenzhen, foi fundada como uma empresa Joint Venture 50-50 em março de 2012. A marca está focada em veículos de luxo. “Em 2022, a Denza apresentará novos modelos ao mercado chinês e buscará novas oportunidades de crescimento”, afirma o comunicado. Fim

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

China implementará tarifas da RCEP para mercadorias da Coréia

A partir de 1 de fevereiro, a China adotará a taxa tarifária prometida sob o acordo da Parceria Econômica Abrangente Regional (RCEP), nas importações selecionadas da República da Coréia, conforme um comunicado divulgado pela Comissão de Tarifas Alfandegárias do Conselho de Estado, nesta quinta-feira.

Produto estrela da BGI Genomics é exibido na Pavilhão da China

Os modelos do Huo-Yan Air Laboratory da BGI Genomics, produto estrela de laboratório móvel de teste nucléico da gigante chinesa, foram exibidos na Pavilhão da China da Expo 2020 de Dubai durante 11 a 13 de janeiro.

China continua sendo destino favorito de investimento, informa WSJ

A China continua sendo um grande destino de investimento, pois suas startups de tecnologia atraíram uma quantidade recorde de financiamento de risco no ano passado, informou o Wall Street Journal nesta quinta-feira.

Últimas Notícias

Empresa brasileira de produtos médico-hospitalares cresce 20% em 2021

Faturamento foi de R$ 28 milhões.

Brasileiro buscou mais crédito para compra de veículo

Veículos pesados e motos se destacam

Varejo, petrolíferas e bancos puxam Ibovespa

Siderúrgicas e Vale ficam na contramão do mercado

Uso de cheque cai ladeira abaixo

Avanço tecnológico mudou hábito arraigado da clientela

Covid-19 fecha 478 agências bancárias em SP

500 bancários foram confirmados com covid-19.