Data-Driven para oferecer produtos sob medida para os clientes

“Data-driven”. A expressão em inglês compreende decisões baseada em dados, geralmente a partir de bancos de dados robustos e algoritmos customizados, que apontam com mais assertividade e eficiência os melhores caminhos para uma empresa. Esse modelo vem sendo adotado há cerca de um ano pela Qualicorp, administradora de planos de saúde coletivos, com foco principalmente no relacionamento com o cliente.

Por meio de modelos preditivos de comportamento, a administradora utiliza as informações levantadas e identifica oportunidades para que seus clientes tenham planos de qualidade que caibam no seu bolso. Assim, a empresa consegue se antecipar e avaliar a alternativa mais adequada ao perfil do cliente.

No caso da Quali, que tem um amplo portfólio e mais de 90 operadoras parceiras, são muitos os produtos que podemos ofertar ao cliente. A cultura data-driven é essencial para ajudar na tomada de decisões e para sermos mais ágeis, baseados em dados e informações sólidas. Assim, conseguimos compreender o cliente de uma forma muito mais assertiva e oferecer a ele os produtos mais adequados para seu perfil”, afirma Elton Carluci, vice-presidente Comercial, de Inovação e Novos Negócios da Qualicorp.

A Quali está na fase de ampliação da cultura data-driven entre seus colaboradores e, em especial, entre as lideranças e tomadores de decisões estratégicas. Para isso, a empresa tem sido guiada pela consultoria prestada pela empresa Lumini IT Solutions e também em treinamentos internos promovidos pela UCL – Universidade Corporativa Lumini.

“É muito positivo esse alinhamento da Qualicorp com um mundo regido à luz dos dados. A Lumini está realizando treinamentos data-driven and data informed decisions, elaborados exclusivamente para os colaboradores Quali. Vamos apresentar soluções e casos práticos, que são aderentes ao #novojeitoqualideser para o mundo dos dados”, comenta Fernanda Presidio, presidente do Conselho e founder da Lumini.

“Empresas com a cultura data-driven crescem exponencialmente, investindo em tecnologia, nas suas equipes, nos processos e respeitando o consumidor. O resultado desse trabalho baseado em dados é incrível para a tomada de decisões em situações estratégicas”, explica Victor Presidio, leader e founder da Lumini.

Leia mais:

Seguros de danos tiveram alta de 9,6% em dezembro ante 2019

Mudança de sistema computacional contribuiu para depressão de corretor

 

 

Artigos Relacionados

Planos registram maior número de beneficiários desde dezembro de 2016

Dados de janeiro foram divulgados hoje pela ANS e confirmam tendência de crescimento no país.

Segflix inicia suas atividades e lança curso gratuito

O Segflix, canal de streaming voltado para o mercado de seguros fundado pelo professor Arley Boullosa, iniciou um ciclo de educação à distância e...

Qualicorp anuncia novidades no Rio de Janeiro aos corretores

A Qualicorp anunciou diversas novidades para os corretores no Rio de Janeiro. Durante a live especial TamoJunto Rio, a administradora de benefícios apresentou os...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Lula livre. Até quando?

Jurista: Necessidade de proteger Moro e os procuradores da Lava Jato.

Produtividade na indústria cai com menor produção na pandemia

Para 2021, as perspectivas são melhores, em razão do início da vacinação da população.

Demanda por bens industriais cresceu 0,6% em janeiro

Ipea apontou avanço de 6,6% no trimestre móvel encerrado no primeiro mês de 2021.

Aumenta consumo de pornô por público feminino

Relatório de site de entretenimento adulto revela que 39% do acessos são de mulheres.

Abertura de empresas tem alta de 13,4% em novembro

Segundo Serasa, sociedades limitadas impulsionaram índice; comércio teve alta estimulada por Black Friday e festas de fim de ano.