De La Rua e a fuga de Milei de helicóptero

Há 22 anos, presidente argentino inaugurou ‘rota’ que pode se repetir com Milei

154
javier milei em comitê do partido
Javier Milei (foto de Luciano Gonzáles Torres, Xinhua)

Ninguém vai se queixar se Javier Milei cometer estelionato eleitoral. Seus seguidores fiéis não se importam, e sempre se pode culpar o “sistema” que não deixou o Napoleão argentino fazer o que prometeu.

Quem votou nele cansado da inflação e de continuar com a solução da direita peronista também não se arrependerá, pois nunca apoiou ou entendeu direito o que ele prometia e sofreria na pele as consequências das medidas que fariam disparar as tarifas de transporte e de serviços públicos como água e luz.

Se Milei, ao tomar posse, entregar o que propôs de Estado zero, fim dos subsídios e que tais, não dura até o final do ano, seguindo os passos do ex-presidente Fernando de La Rua, que, em dezembro de 2001, fugiu de helicóptero do teto da Casa Rosada em meio a protestos contra o “corralito”, algo similar ao que fez Fernando Collor no Brasil, bloqueando dinheiro de contas-correntes e investimentos, inclusive a popular poupança.

Mais provável que a versão pós-eleição de Milei adote medidas ortodoxas padrão e se concentre nas pautas identitárias e culturais contra a “esquerda”.

Espaço Publicitáriocnseg

‘Travel tech’ em recuperação

A Maxmilhas entrou com pedido de recuperação judicial em setembro, no Tribunal de Justiça de Minas Gerais. A empresa é do grupo da 123milhas, que também está em recuperação na justiça e deixou milhares de clientes sem as viagens vendidas e pagas.

Mas isso não impediu a Maxmilhas de acelerar na Black Friday. Definindo-se como uma “travel tech que oferece formas inteligentes para a pesquisa e compra de passagens aéreas promocionais e hotéis”, a empresa ofereceu descontos de 20% nos bilhetes aéreos para alguns destinos.

Missão de informar: 111 anos

O Monitor Mercantil recebeu mensagem de Marcelo Rech, presidente-executivo da Associação Nacional de Jornais (ANJ), cumprimentando o jornal por mais um aniversário, o 111º, comemorado neste domingo (26). “Em um veículo de comunicação, a passagem do tempo reforça a fundamental fonte de confiança e credibilidade proporcionada à sociedade pelo jornalismo centenário, sério e responsável como o exercido pelo Monitor Mercantil”, enfatizou Rech em nome da ANJ. “Os jornais brasileiros, portanto, se unem para saudá-los por mais esta celebração de sua nobre missão de informar.”

Rápidas

O V Seminário Previdência Complementar em Debate será realizado na próxima quinta-feira. A advogada Ana Paula Oriola De Raeffray, vice-presidente, e Wagner Balera, presidente do Ipcom, estarão presentes. O evento é realizado em conjunto com a Apep. Confira o programa *** Consultora de marcas que buscam entrar nos Estados Unidos, como Forno de Minas, a chef Giovana Camargo está lançando uma linha própria de molhos de pizza gourmet no Brasil, em parceria com a Ruah Alimentos. A estimativa era entregar 200 mil rótulos em redes como Assaí, Grupo Mateus e Fort Atacadista, mas os pedidos já superaram a marca de 1 milhão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui